quarta-feira, agosto 22, 2012

FRANGO À AMERICANA



Estou numa do meu livro da Pantagruel, já o tenho há longos anos (1997) mas talvez nunca tenha prestado a devida atenção que merece. Agora depois de sair o novo Livro de Pantagruel de Garfo e Faca à Volta do Mundo, ao qual estive perto de duas horas na FNAC do Chiado, a cheirar, e pesquisar, pois ia com grande interesse de adquirir o livro. Mas ao fim desse tempo, não dei os tais €26 pelo livro. Um livro muito interessante, bonito, mas sinceramente não me encantou para ter vontade de comprar. Pela 1º vez saí da FNAC sem aquele sentimento de culpa de não deixar um livro de culinária acompanhar-me. Era só mais um livro. Quem não tenha nenhum dos livros acho interessante. Daí o meu interesse de andar a reler este livro que me acompanha há uns tempinhos, mas que tem estado muito em descanso, agora estou a começar a dar-lhe uso. Resolvi fazer esta receita de frango. Vamos à receita:

Ingredientes:
-1 frango de 1 Kg em pedaços (usei metade dum frango do Campo)
-2 colheres de (sopa) de farinha (usei uma)
-125 gr de margarina (usei 60 gr de manteiga)
-paprika ou colorau doce, água, pimenta e sal q.b. 2 colheres de (sopa) de água (usei sal marinho, paprika, 1 colher de (sopa) de água e pimenta-preta moída na hora)
Peneira-se a farinha com uma pitada de paprika, tempera-se com o sal e a pimenta. Envolvem-se bem na mistura os pedaços de frango e deixam-se enxugar por completo sobre uma grelha. Derrete-se a gordura num tacho e, quando estiver muito quente, fregem-se primeiro as partes do frango mais carnudas e, logo que estiverem loiras, junta-se os restantes bocados. O tacho tem que ser grande para os pedaços não ficarem sobrepostos. Quando começarem a corar, reduz-se o lume e revolvem-se, sem nunca os picar (utilizem uma pinça de cozinha). Juntam-se a água, tapa-se hermeticamente e deixa-se estufar em calor muito brando durante 40 a 50 minutos, sacudindo o tacho volta e meia. Destapa-se nos últimos 10 minutos e tornam-se a saltear os pedaços, para ficarem bem estaladiços. Servi com umas batatas salteadas com alecrim. Que faço assim: lavo as batatas muito bem lavadas, depois cozo com sal marinho. Depois de cozidas corto em quartos e salteio numa frigideira com um fiozinho de azeite (pouco) e temperei com pimenta preta moída na altura e esfarelei uma pernada de alecrim depois de lavado, que tenho sempre na minha pequena-horta. Não posso dizer o comentário do meu provador oficial(filho), pois ele não se encontra em Portugal, mas a opinião da filha:está fantástico, eu gostei e muito do sabor e textura do frango.


"É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota."

[Theodore Roosevelt]