sábado, setembro 15, 2012

LICOR DE ALFARROBA [2º PARTE E FINAL]

Aqui disse: que passado 6 meses "Se Deus Quisesse" vinha postar o final do licor de alfarroba. Claro, que Ele quis/quer sempre, quem se atrasou fui eu...(sorrisos) é verdade em vez de 6 vim ao fim de 12 meses. O licor tinha que estar em infusão os tais 6 meses no escurinho e ser abanado diariamente, mas a Isabel não se esqueceu dele, o abanar diariamente sou sincera, não abano, abano sim quando me lembro. "Quem confessa a verdade, não merece castigo", foi sempre o que ouvi a minha avó dizer. Então estou perdoada. O "tempo" a falar com alguém que percebe de licores, (eu não percebo nada) disse-me: que o tempo marcado é sempre o mínimo, quanto mais tempo estiver em infusão mais qualidade dá ao mesmo. Ora bem, como eu sou uma mulher muito bem mandada (só às vezes) resolvi desta vez, seguir essa dica, (prolongar o tempo de infusão). Este licor a maneira de fazer é diferente. Na postagem anterior disse como se fazia, agora foi só coar o licor, com um funil de algodão, para dentro da garrafa. E fazer a sessão fotográfica.
Notas: agora a nota final, vão ter que esperar mais um tempinho, pelo meu provador oficial (filho), pois ele não se encontra no País, quando o meu filho chegar e provar o dito logo virei colocar uma nota aqui ok?

Nota: 27 de Janeiro de 2013, como disse anteriormente, logo que o meu filho provasse este licor eu viria dizer qual a sua nota. Bem, quando provou disse:-Ui, ui, mãe, está brutal, continua...


"Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo; a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará jamais."

[Mario Quintana]