sexta-feira, janeiro 11, 2013

FRANGO DE ARQUIDUQUE



Mais uma receita da minha Bíblia (Pantagruel). Ando mesmo numa de me deliciar, nem sei o porquê de nunca ter ligado muito a esta relíquia, um livro de culinária com tanta história. Mas como eu digo: nunca é tarde para se recomeçar ou fazer seja o que for. Uma receita que tenho que fazer quando o meu provador oficial (filho) estiver, pois sei que vai adorar. A filha disse: mãe que delicia, mas mãe, sei que tens saudades de ouvir o mano dizer: brutalíssimo...vamos à receita.

Ingredientes:

-1 frango médio (usei metade de frango do campo)
-1 cebola grande picadinha (usei uma média)
-2 dentes de alhos (usei 1 dente de alho)
-25 g de margarina (usei 15 g de manteiga)
-2 colheres de sopa rasas de farinha (usei 1)
-2 1/2 dl de leite (usei 1 1/2 dl)
-1/2 dl de vinho branco (usei 4 colheres de sopa de vinho branco)
- 1/2 dl de vinho do Porto (usei 4 colheres de sopa de vinho do Porto)
-1/2 dl de conhaque (usei 4 colheres de sopa de conhaque)
-2 dl de natas (usei 1 dl)
-2 cenouras médias (usei 1 cenoura)
-1 cravinho
-sal marinho, pimenta e noz-moscada q.b.
Esvazia-se o frango e corta-se em pedaços que se lavam e enxugam. Salteiam-se na margarina (manteiga), voltando-os constantemente até ficarem dourados. Polvilham-se com a farinha, mexem-se e regam-se com os vinhos previamente misturados, juntando a cebola as cenouras em rodelinhas e os alhos espremidos. Deixa-se ferver um pouco e adiciona-se o leite as natas, sal. pimenta, o cravinho e raspa de noz-moscada. Tapa-se e mete-se no forno. De vez em quando, volta-se o frango e raspa-se o fundo do tacho para despegar o molho grosso que se vai formando. Quando o frango estiver tenro, tempera-se com um pedacinho de manteiga e serve-se quente.

Notas: quando o frango passou para o forno, mudei o conteúdo para um tacho de barro. Não usei a manteiga a finalizar a receita. Utilizando o termo do meu filho, ficou : brutalíssimo...servi com um puré de batata de azeitonas, pois a filha pediu, mas acho que liga na perfeição com um arroz branco soltinho, pois o molho cremoso, por cima do mesmo deve ficar brutal.

Puré de azeitonas pretas:

Fiz o meu puré normal(caseiro) e piquei 200 g de azeitonas pretas desencaroçadas (retirei o caroço) pois o Jamie diz: compre azeitonas pretas das melhores, então eu vou à Tremoceira perto da minha casa que tem as ditas de todas as qualidades e feitios, mas as pretas são de doer... e envolvi muito bem juntei 1 colher de (sopa) de azeite virgem extra.

P.S.Este frango, já fiz há um tempinho, na altura o meu filho, não se encontrava em Portugal, claro, que tenho que fazer de novo, para ele, mas os apetites dele são mais que muitos, a lista de espera de receitas a experimentar, são também imensas, não sei para que lado virar...(sorrisos), o tempo é curto, para o filho experimentar tudo.

_____Uma árvore em flor fica despida no outono. A beleza transforma-se em feiúra, a juventude em velhice e o erro em virtude. Nada fica sempre igual e nada existe realmente. Portanto, as aparências e o vazio existem simultâneamente.___________


Dalai Lama