terça-feira, abril 16, 2013

FARINHA PREDILECTA


Como disse aqui! Estou na nostalgia de sabores da minha infância, e não só! Neste dia comprei a farinha 33, não tinha a farinha Predilecta ou Amparo, outro sabor de criança que me lembro. Mas voltei de novo lá passado uns dias e já tinha. Comprei, e que ternura a caixa, pois também é exactamente como tenho guardado na minha memória, a avozinha com a sua neta. No inverso da caixa traz uma foto de um boneco a fazer pesos e alteres, estilo "armário", hum, então os armários já vêem do tempo dos Dinossauros, (sorrisos) . De novo, fiquei defraudada, continuo a achar que os meus sabores de memória de quando era criança, não são estes. Eu sei, é como a minha filha diz:- Mãe, a culpa não é dos ingredientes e sim, nas mãos da avó, pois o segredo está aí (AMOR). Tem, toda a razão, eu fiz como a minha saudosa mãe fazia, mas as minhas saudades, é mesmo dela.

Neste dia também fui à POLLUX, como disse aqui! Há anos que não passava na Praça da Figueira, mas tinha que ir à Pollux procurar uma coisa e que me saí muito bem, pois encontrei. Foi um dia delicioso, tinha vários assuntos a tratar em Lisboa, onde um deles era no Chiado. Mas começo pelo meu pequeno almoço com a filha que foi na Pastelaria Suíça, pois estava num dia de recordações, e tenho muitas desta Pastelaria, pois quando criança se ia a Lisboa com a minha mãe íamos sempre lá. Mais tarde quando o meu pai me abriu a sapataria Hella em C. de Ourique, apanhava sempre o autocarro, que era o 9 ou 9A à porta da mesma para ir para a loja. Fiquei contente pois vi que ainda estavam lá pessoal daquele tempo, e podem crer que já passou perto de 40 anos. Continua com o seu estilo clássico, a Pastelaria, sempre de qualidade. Depois de tratar do assunto no Chiado, já era perto das 14 horas digo para a filha vamos almoçar ao Aprazível, adoro aquele Pátio e todos os Restaurantes que ali estão. Depois tive que ir à FNAC do Chiado, naquele espaço entro noutra dimensão, estive na sala de leitura ainda um tempinho, compramos o que tínhamos a comprar e saímos da zona, ainda tive que ir a outro sítio onde vi este prédio (foto) que achei uma delícia, pois estava restaurado, como eu gosto e não com aquelas pinturas (intervenções/grafite)( pois contratam Artistas, para fazer a pintura. Tem o seu valor sim, mas não a estragar o Património Nacional, é o que eu penso, não quer dizer que tenha razão...) Um prédio com a sua história pois pertenceu ao cavaleiro José Bento d`Araújo. Fotos do Chiado, já tinha postado aqui, não vou voltar a colocar. Aliás no dia não tive assim muito tempo para tal. Tirei do prédio pois adorei e tirei na Praça da Figueira à Estátua D. João I. Partilho aqui, algumas das poucas fotos que tirei nesse dia.