sábado, setembro 28, 2013

PAVLOVA DE FRUTA



Gosto de ver o programa 24 Kitchen, e então quando é com a Lorraine Pascale, fico agarrada ao ecrã e de antenas no ar :). Gosto, e muito da maneira da jovem, da sua elegância e da mesma a tocar nos ingredientes, e executar as suas receitas, a maneira de falar, bem, resumindo gosto e prontes...Desta vez fez uma Pavlova, o suspiro nem liguei, pois faço o meu e está feito! Agora o acompanhamento da fruta, esse sim, liguei as antenas (atenção), pois não costumo tirar notas, se falta algo da receita original só peço desculpas à Lorraine!! Pela primeira vez fiz o chantilly com o recheio da vagem de baunilha, simplesmente de outra dimensão! Ao olharem com atenção as fotos a parte do chantilly com uns piquinhos, é a baunilha, que lhe deu aquele toque tão especial. Vou colocar a minha receita do merengue da Pavlova, e depois como fiz a fruta e chantilly e montagem. Desta vez não coloquei o creme de ovos como costumo fazer nas, minhas Pavlovas, pois achei a sua cobertura tão rica que achei mesmo desnecessária. Mais uma vez peço desculpas à Lorraine, e só, se por ventura faltar algum ingrediente.



Ingredientes do merengue:
-3 claras
-170 g de açúcar
-1 colher de (sobremesa) de vinagre
-1 colher de (sobremesa) de maisena

Bati as claras em castelo, quando batidas juntei metade do açúcar e voltei a bater até fazer picos. Juntei o resto do açúcar, farinha e o vinagre e envolvi muito bem com a vara de arames sem bater. Untei com manteiga um tabuleiro (daqueles de bolachas/biscoitos, sem laterais) e deitei o merengue no meio. Com uma colher de (sopa) fui espalhando até fazer um circulo. Levei ao forno pré-aquecido a 150ºC, durante 1 hora. Ao fim desse tempo desliguei o forno e deixei o merengue arrefecer dentro do (forno).

Modo de fazer a cobertura de fruta:

Num tacho coloquei, 5 peras descascadas e cortadas em quartos sem o (coração), 2 peros Granny Smith, também descascados e cortado em quartos sem o (coração). Juntei duas estrelas de anis, 1 pau de canela partido ao meio (a Lorraine diz que os sabores de canelas ficam mais intensos, verdadinha, pois comprovei, nunca mais vou usar os paus inteiros, como sempre usei.) O recheio de uma vagem e pau de baunilha, cobri com Moscatel Favaios (a Lorraine pedia vinho Marselha), como eu não tinha, escolhi o Moscatel, temperar com um pouco de pimenta-preta moída na altura, levei a lume até a fruta ficar macia, nessa altura juntei 400 g de amoras, e deixei em lume brando, uns 12 minutos. Apaguei o lume e reservei.

Ingredientes do chantilly:

-400 ml de natas de bater
-2 c. de (sopa) de açúcar em pó
-raspa do recheio de uma vagem de baunilha

Bati as natas "quase" em chantilly, nessa altura vou juntando o açúcar e a raspa da vagem de baunilha, sempre a bater com a batedeira, até fazer um chantilly firme o que foi rápido.

Montagem da Pavlova:
Num prato colocar o suspiro, colocar o creme de natas com baunilha (chantilly), espalhar sem deixar chegar às bordas, colocar a fruta por cima do creme ao gosto de cada (retirar o pau de canela partido, as estrelas de anis, e a vagem de baunilha). O Moscatel que cozinhou a fruta, se gostar, guarda e no Inverno, bebe quente para aquecer o coração, ok? (Gargalhada) a Lorraine disse o mesmo do vinho Marselha, não deve ser muito diferente...(a leiga "eu" a falar de vinhos). Bem, mas deixando de conversas, ficou uma Pavlova brutal, como o meu provador oficial (filho) disse...

______Nenhum tesouro, por mais valioso que seja, supera o tesouro da honestidade...!______

(Meishu Sama)