terça-feira, novembro 26, 2013

RECORDANDO [OS DOCES TRADICIONAIS DE NATAL ][I]


(Imagem retirada da net)

Natal, como já disse anteriormente é quando o homem/mulher/criança quer, ou seja, é todos os dias. Pelo menos para mim. Mas deixando de "clichés", já ando a fazer a minha lista de iguarias, umas que nunca podem faltar, e outras novidades, o que para mim e filhos fazem o Natal uma altura do Ano mágica: os cheiros que invadem a casa nesta quadra.

Para mim, a quadra deixou de ter o significado "sublime" que me acompanhou toda a minha vida, até à partida dos meus pais. Nesta altura do Ano, quando estou, no meu local mágico da casa (cozinha), onde penso, medito e resolvo todas as situações menos boas, pois as boas resolvem-se por si. Começo a fazer as iguarias, e choro, e choro, mesmo sem querer, recordo-me pois, desde que me conheço desde gente, passei esses dias sempre com os meus pais, a minha mãe na cozinha comigo, pois fazíamos uma equipe fantástica, pois quando uma ia dizer, algo para se fazer a outra já estava a começar a separar os ingredientes. Mas também não era tudo maravilhoso, como as pessoas fazem parecer, havia o stress, as histórias (sempre as mesmas) que tinha que ouvir desde que me conhecia como gente, o que por vezes me aborrecia, e dizia:-Pai, já sabemos essa história, mãe, já sei isso...Bolas, a vida é mesmo assim, mas tenho saudades do stress, das histórias ouvidas 500 mil vezes. Mas pronto, vamos ver o que pensei!

Quem segue os blogues de culinária deve pensar:"Este pessoal nesta quadra, devia postar receitas da quadra de Natal!?!?!?" Até são capazes de ter razão, mas também não sabem o trabalho que dá ter um blog de culinária quando levado a sério com paixão como o meu caso, e muitos que estão na blogosfera. Eu vou responder por mim, durante o Ano, por vezes faço doces/fritos da quadra do Natal, quando me apetece que a casa fique a cheirar a Natal como os meus filhos sempre disseram. Mas, pelo menos dois meses antes não faço nada da "quadra" prefiro guardar os aromas de Natal para essa mesma altura. Então resolvi ir ao patamar do RECORDANDO, e colocar os linkes das receitas de Natal que tenho no blog. Claro, que há muitas outras receitas que podem fazer no Natal, mas eu vou mesmo só recordar as típicas, ok? Espero que vos agrade, se não, já sabem o que eu costumo dizer: Esqueçam o que leram e mandem para canto.

BOLO DE FRUTAS.

PASTEIS DE CENOURA.

PAPAS DE MOADO.

O BOLO DE NATAL, UMA MISCELÂNIA DE REI COM ESCANGALHADO.

AZEVIAS DE AMÊNDOA.

AZEVIAS DE ALPALHÃO.

SONHOS RECHEADOS COM CHOCOLATE.

CUPCAKES RED VELVET.

TORTA DE CHOCOLATE OU TRONCO DE NATAL.

SONHOS COM CREME PASTELEIRO.

FRITOS DE CENOURA [OUTROS].

No Natal pode faltar alguém,
por diversos motivos,
ou simplesmente porque não vem.
Mas o que não pode faltar
É a vontade de estar junto,
o pensamento que te leva perto,
mesmo estando do outro lado do mundo.

Pode faltar presentes,
presentes dos amigos, presente dos parentes.
Mas o que não pode faltar, é o enorme desejo
de eles estarem sempre presentes.

Pode faltar uma grande festa,
um grande banquete em um palacete.
Mas o que não pode faltar,
é a emoção, a comemoração
dentro do nosso coração.

Pode faltar muita coisa,
Pode faltar qualquer coisa.....
Mas o que não pode faltar,
é a esperança de que tudo pode melhorar,
é só ter paciência de esperar,
que o dia de sol vai chegar......

Pode faltar um cartão,
com palavras bonitas, poemas de Natal.
Mas o que não pode faltar,
são as palavras de carinho,
a quem possa precisar.
Porque mesmo sem intenção,
elas podem confortar.....

Mas o que não pode faltar mesmo,
e este é essencial,
é o Amor incondicional,
e este , somente este,
pode tornar ainda mais especial
o dia do NATAL.

Feliz Natal .

(Fernando Finatti)