sexta-feira, novembro 06, 2015

PUDIM DE SANTO ANTÓNIO [COM MARMELADA BRANCA DE ODIVELAS]




A falar com a minha uma seguidora sobre a Marmelada Branca de Odivelas na aplicação da mesma em sobremesas, ela lembrou-se deste pudim ao qual passou me a receita que está na Tele-culinária Especial de Junho de 83, Vol.7.

 Quando casei no ano de 1976, foi o ano que começou a Tele-culinária e eu comecei logo a fazer a colecção, fiz ainda durante alguns anos, mandei encadernar nas capas que saiam ao fim de X fascículos. Mas ao fim de alguns anos cansei e desisti de continuar a colecção, era sempre mais do mesmo, (ainda fiquei com 5 livros) e fascículos por encadernar, que por parvoíce minha ofereci a uma suposta "amiga" no ano de 1992, ela gostava e gostava tanto que caí que nem uma patinha. Dei-lhe. :) Amiga? Tanga, já a minha avó dizia: "Amiga, amiga é a nossa barriga e por vezes ela dói". Enfim, podem crer que não fiquei mais pobre e sim o contrário, foi só mais uma pedra que apanhei na minha estrada da vida, e que coloquei no canto, há os que querem um castelo, eu só preciso de serenidade e tranquilidade para fazer a peneirada no meu percurso de vida. Hoje com 56 anos ainda continuo. Já com alguma sabedoria, mas ainda continuo a desiludir-me com as pessoas ou supostas "amigas", mas a vida é mesmo isso, é feita dos dois lados da medalha, o bom e o menos bom. Há que aprender, se é que alguma vez eu vá aprender como a minha avó dizia: "Até morrermos estamos sempre a aprender" o que eu espero ainda ter muito para aprender é sinal que vou ainda acompanhar muito os amores da minha vida: FILHOS. Mas deixando de conversas vamos ao pudim, eu usei a Marmelada Branca de  Odivelas, usem a que gostam ou a que vos der mais jeito.


Ingredientes:
-600g de açúcar (usei 250g)
-100g de marmelada ( usei 300g de Marmelada Branca de Odivelas, que como sabem leva o dobro de açúcar)
-6 gemas
-7 ovos
-cerca de 125 g de açúcar para o caramelo

Primeiro de tudo fiz o caramelo e forrei a forma com o mesmo. Reservei. Deite 600 g de açúcar (250 g de açúcar) num tacho, e junte 3 dl de água, mexa, tape e leve ao lume. Quando começar a ferver destape, conte 5 minutos de fervura em lume brando e retire do lume: junte-lhe a marmelada cortada em pedacinhos até se desfazer e deixe arrefecer. Deite numa tigela os ovos e as gemas e misture bem sem bater para não ganhar espuma; passe por um passador fino (saltei esta parte), deite na forma caramelizada e leve ao forno a 180ºC, a cozer em banho-maria. Deixe arrefecer antes de desenformar.

Notas: Ao alterar um pouco a receita, mas ao falar com a seguidora do blog ela disse-me que ia cortar no açúcar e aumentar a quantidade de marmelada, o que eu concordei em absoluto. O pudim ficou brutal, a textura não ficou homogénea, não sei se foi da alteração que fiz, ou de ter "passado a parte do passador fino"  parece que ouve uma divisão de ingredientes. :)

"O silêncio é de ouro e muitas vezes é resposta."

(Desconhecido)