quinta-feira, janeiro 12, 2017

RISSOIS DE POLVO



Passa-se meses que não faço fritos na minha casa e não os comemos, sempre foi assim, gosto, mas não gosto de fazer. Mas na quadra do Natal, se quisermos colocar as verdadeiras iguarias na mesa, não podemos fugir deles (fritos). Eu e os meus filhos somos muito tradicionais nesta quadra, posso fazer algo de novo para colocar na mesa, mas os doces tradicionais nunca faltam, o que tenho que fazer fritos, rabanadas, sonhos, coscorões, azevias e tudo o que pertence. :D Com os restos de comida salgada que sobra, sempre fiz roupa velha empadão⇚ e outras comidas (aproveitamentos) que tenho no blog. Este ano com o ⇛polvo à lagareiro⇚ que sobrou (3 pernocas grandes)  fiz estes rissóis que deram 20, aqui na foto estão 8, os restantes congelei. Primeiro cortei as pernocas em bocadinhos e reservei. Vamos ver como fiz.

Ingredientes massa:
-1 chávena de água
-1 1/2de farinha Branca de Neve
-1 c. de sopa de manteiga
-1 casca de limão

Num tacho coloquei a água, casca do limão e a manteiga, quando levantou fervura retirei a casca e deitei a farinha Branca de Neve [uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] de uma vez só. Mexi energicamente até se soltar das paredes e fundo do tacho, deixei mais um pouco. Depois passei a massa para a bancada da cozinha (não precisa de farinha) e coloquei as mãos na massa até a sentir sedosa. Quem não aguenta a temperatura da massa quente deixa descansar um pouco (arrefecer) e depois amassa, não altera em nada a textura da massa, não tenham problemas. Depois é esticar a massa fina (eu gosto bem fina) cortar rodelas colocar o recheio fechar, fazer até a massa e recheio terminar. Passar por ovo batido e pão ralado. Deixo sempre descansar um pouco no frigorífico (1 hora) (se são para consumir no dia) senão congelo.


Recheio :molho bechamel
-1 cebola pequena picada
-1 c. de sopa cheia de manteiga
-água de cozer o polvo q.b. (até encontrar a textura, peço desculpas mas não medi)
-sal marinho
-noz moscada ralada na altura
-pimenta preta moída na altura
-polvo cortado em bocadinhos pequenos

Num tacho coloquei a cebola e manteiga, em lume brando até a cebola murchar nessa altura tempero com o sal, e mexo bem, junto a farinha e volto a envolver, vou adicionando a água de cozer o polvo (tinha congelada) pouco a pouco até obter a textura do béchamel, juntei o polvo temperei com a noz moscada a pimenta e envolvi muito bem. Reservei até arrefecer.

Nota: Quando faço polvo, gosto sempre de congelar a água que se forma (quem me segue sabe que cozo o polvo sem água na panela de pressão, a água que se forma é a própria que o polvo deita. Aproveito essa água às vezes para fazer um arroz com as cabeças do polvo que nunca asso, e congelo.

Encontram-me no Instagram e Facebook aqui!


Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica
Sporting Clube de Portugal