terça-feira, Dezembro 25, 2007

ARROZ DE PATO



O meu pai adora o meu arroz de pato. Eu como boa filha que sou, claro, fiz para o almoço de 24. Mas, o meu pai está doente e a minha mãe tinha-me dito que ele estava com fastio, mas eu pensava que com o convívio dos netos e não só, que ele ia comer. Infelizmente enganei-me ele não está mesmo a comer. Parece um "Deja-vú" quando há 2 anos foi operado começou assim. Só que desta vez o médico disse-me já não há nada a fazer, nem tratamentos , nem operação, quando ele começa-se com fastio seria "vapt-vupt".Por isso foi um Natal com muita tristeza e a fazer-me forte ao pé dele. Ao fim do dia estava a ver que tinha que o levar para o hospital, porque ele esteve mesmo mal. Mas, "DEUS" é grande e o meu pai lá melhorou um tiquinho. Desculpem o desabafo, não devia estar a contar as minhas tristezas, vamos à receita.
Ingredientes:
-2 patos
-1kg de arroz Basmati da saludães
-1 chouriço de carne bom
-1 chouriço de carne corrente
-sal marinho
Arranjo os patos , retiro as gorduras e levo a cozer com o chouriço bom na panela de pressão com um pouco de sal marinho. Quando está cozido retiro os ditos e o chouriço do lume e retiro os ossos, cartilagens e peles desfio os patos e reservo . Levo o arroz a cozer na água que cozeu o pato e acrescento mais água (é o dobro do arroz).Quando está "al dente" apago o lume e deixo o tacho tapado a deixar acabar de cozer o arroz . Assim o arroz fica solto e húmido. Num tabuleiro coloca arroz, depois os patos com o chouriço, volto a colocar o arroz, e por cima pincelo com gema de ovo e enfeito com o chouriço corrente.Vai ao forno a dourar.

Notas: eu coloco o chouriço corrente a enfeitar porque cá em casa não comem o dito assado no forno, e claro para estragar eu prefiro colocar o mais barato.(Chegava um pato sobrou tanta comida foi um Natal com pouco apetite de todos claro, está em causa o meu pai)...