sexta-feira, julho 16, 2021

VOU ENTRAR EM AUSÊNCIA NO BLOG❤❤


Como é costume, vou me ausentar do blog, dar "férias" ao mesmo e a mim dele.😂 É preciso, quase a fazer 14 anos do mesmo estou cansada. Tenho receitas de tudo e um par de botas, basta carregarem na laterar onde diz "etiquetas" tem lá mais de  2600 receitas, dá para escolherem. Mas estou sempre cá para o que precisarem e vos possa ajudar. Basta mandarem um email, ou mensagem no Facebook ou Instagram.

Desejo que tenham umas férias tranquilas e bonitas, cuidem-se, férias há muitas, agora vidas só temos uma, na encarnação actual.🙏

Nota: Hoje deixo uma foto tirada ontem na minha praia, até há hora de eu sair está "vazia", na minha saída é quando começa a chegar o pessoal, aos magotes. Já fui vacinada, mas não é por isso que deixo de me respeitar, respeitar os meus e os outros. Continuo igual: Respeito acima de tudo e todos.


"Estou saindo de férias, volto assim que me encontrar." 😎

 (Martha Medeiros)

segunda-feira, julho 12, 2021

BOLO GILDA [APROVEITAMENTO DE CLARAS]

 




Tenho sempre claras de ovos congeladas, sobram das sobremesas, nunca deitei fora, há mais de 20 anos que as congelo, e não foi por ter blog que aprendi a fazer, e sim, foi o meu tio Filipe que é Espanhol que me ensinou. Resolvi retirar um Tupperware com 3 claras da arca e deixar a descongelar no frigorífico de um dia para o outro, pois tinha estado a ler este 👉livro (sim, eu leio os livros de receitas de culinária)😎e tinha escolhido esta receita um bolo da zona da Graciosa uma ilha dos Açores, que achei interessante apesar de fazer as minhas alterações, e não cobrir o bolo, só recheei e polvilhei com açúcar em pó, para mim mais que suficiente. O meu prepósito era um bolo "simples". Mas deixo a receita da cobertura abaixo.


Ingredientes do bolo:

-150 g de manteiga

-400 g de açúcar (utilizei 200 g de açúcar mascavado)

-300 g de farinha

-2,5 dl de leite

-6 claras 

-3 c. de chá de fermento

-1 dl mal medido de aguardente

-1 chávena de miolo de noz moído na altura (utilizei mais 1 chávena de miolo de noz partidas grosseiramente)

Bati o açúcar com a manteiga até ficar um creme. Juntei o leite aos poucos alternando com a farinha e fermento, as nozes moídas e a aguardente. Adicionei as nozes partidas grosseiramente que resolvi adicionar à receita e envolvi bem. Fui adicionando as claras batidas em castelo firme aos poucos sem bater, só mesmo envolver. Deitei o preparado numa forma redonda untada com manteiga e polvilhada com pão-ralado. Levei ao forno pré-aquecido  180ºC. Teste do palito. Depois de cozido e frio abri o bolo ao meio e recheei com o recheio descrito abaixo.


Recheio:

-250 g de açúcar (utilizei 120 g de açúcar)

-2 dl de água (utilizei 1 dl de água)

-6 gemas (utilizei 3 gemas)

Levei o tacho ao lume com a água e açúcar até fazer ponto de pérola. Arrefece um pouco e misturei as gemas batidas. Volta de novo ao lume mexendo sempre até cozerem as gemas. Deixei arrefecer antes de rechear o bolo.

Nota: Só descongelei 3 claras, pois as outras 3 utilizei as que sobrou do recheio.

Cobertura:

-250 g de manteiga

-225 g de açúcar

-1 dl mal medido de leite

Bate-se a manteiga muito bem até estar em creme. Junta-se o açúcar e mistura-se bem. Vai-se adicionando aos poucos o leite a ferver batendo sempre, até ficar um creme.


Estou no Instagram e Facebook aqui!


"É erro vulgar confundir o desejar com o querer. O desejo mede os obstáculos; a vontade vence-os."

 (Alexandre Herculano)

sexta-feira, julho 09, 2021

MASSADA DE POTA

 


Tinha um Tupperware com a água de cozer um polvo e a sua cabeça. Fiz um polvo à lagareiro, mas só coloco as pernas, a cabeça nunca a utilizo para essa receita, fica estilo "pastilha elástica" principalmente se o polvo for dos grandes como o caso. Mas continuando, retirei esse Tupperware da arca, e comecei a pensar o que fazer para o jantar, polvo não tinha congelado, ir à rua comprar, nem pensar... (desde que nos visitou o nosso inimigo Covid sem ser convidado em Março de 2020, eu só vou ao Mercado/super uma vez por semana, sim eu sou das que se porta bem, se dá para alguma coisa, nem sei, mas continuo com o respeito, que é bonito e nunca ficou mal a ninguém), continuando, olhei para a parte dos peixes/bacalhau congelados e vi lá uma embalagem de pota, retirei e logo alí resolvi o que fazer: um arroz, ok, até à hora de jantar o arroz foi transformado em massa😂😂 o que não me arrependi. Vamos ver como fiz.


Ingredientes:

-água de cozer o polvo

-1 cabeça generosa do polvo cozida

-1 embalagem de pota (800 g)

-1 cebola

-2 folhas de louro

-azeite q.b.

.sal marinho q.b.

-massa espiral  bicolor q.b.

-1 molho de coêntros

Primeiro deixei descongelar a pota, quando descongelada cozi num tacho com abundante água (sem sal). Quando cozida (o que não leva muito tempo) deixei arrefecer e descartei a água de cozer a pota. e cortei a mesma em bocados, o mesmo fiz à cabeça do polvo que tinha congelada junto com a água. Coloquei a cebola picada, louro e o azeite num tacho e em lume brando deixei cozinhar a cebola (murchar), nessa altura juntei a água de cozer o polvo, a pota cortada e a cabeça do polvo, quando levantou fervura provei para tomar de gosto o sal, coloquei umas pedrinhas de sal e adicionei a massa, envolvi bem e deixei cozinhar a massa, que deixei al dente antes de apagar o lume. Tapei o tacho e deixei harmonizar sabores durante 15 minutos, ao fim desse tempo adicionei os coêntros picados e envolvi e servi de seguida.

Nota: Não utilizei a água de cozer a pota, pois tinha guardada a água de cozer o polvo, e não gosto de misturar. O sal, ter em atênção a água de cozer o polvo. Eu cozo o polvo sem água, e sem sal, corto só as pontas dos tentáculos e o bichinho coze na própria água que vai deitando.


Estou no Instagram e Facebook aqui!


"Acredite na justiça, mas não a que emana dos demais e sim na tua própria." 🙏

 (Código Samurai)  

segunda-feira, julho 05, 2021

BOLACHAS DE CHOCOLATE



Mais umas bolachas para o dia do 👉mimo que existe todas as semanas na minha casa. Amor❤ em forma de bolachas. Seja em tempo normal ou de Pandemia, nunca deixou de existir este dia na minha casa. Quando temos amigas assim como eu tenho a C. é mesmo para mimar, e podem crer, que  nada é demais. Merece tudo de bom, amigas verdadeiras há pouquinhas, mas eu sou contemplada com uma amiga que vale por muitas que dispenso, ou já dispensei. A crise do Covid, foi mais uma prova que o Universo nos presenteou para vermos e sentirmos o que de verdadeiro temos na nossa caminhada da vida. A falsidade, infelizmente existe e eu que o diga, mas vou crescendo não de tamanho pois isso não preciso, mas como ser humano, que preciso e continuarei a precisar sempre. Hoje digo: só gosto, quem gosta de mim, pessoal falso, que dizem que gostam de mim enquanto precisam, não muito obrigada, dispenso ou já estão dispensados, e no seu devido sitio: canto. Não tenho paciência para palavras bonitas, para mim a atitude, vale mais que mil palavras, e como sempre ouvi a minha avó dizer: palavras?!? O vento leva, as atitudes essas sim ficam.






Ingredientes:

-225 g de farinha
-120 g de açúcar mascavado
-120 g de manteiga
-120 g de chocolate preto 70% de cacau Valrhona
-1 ovo
-1/2 c. de chá de fermento em pó
-1 c. de café de extrato de baunilha
-1 pitada de sal

Derreti 60 g de chocolate em banho-maria, e fora do lume, juntei o açúcar, o sal, a manteiga, o ovo e a baunilha e bati até ligar. Peneirei a farinha com o fermento e adicionei ao preparado anterior. Adicionei o restante chocolate partido grosseiramente e envolvi bem. Estendi a massa em cima da bancada e com a ajuda do rolo da massa estiquei e deixei com a espessura de 3 militros mais ou menos. Cortei a massa com a ajuda de do corta bolachas. Coloquei as bolachas nos tabuleiros forrados com papel vegetal e levei ao forno pré-aquecido a 200ºC, durante 10 minutos.

Estou no Instagram e Facebook aqui!


"A amizade e a lealdade residem numa identidade de almas raramente encontrada." 

 (Epicuro)

sexta-feira, julho 02, 2021

PUDIM DE BANANA




As bananas agora no Verão, não aguentam tempo nenhum, aliás acontece este ano com toda a fruta, anadurece rápidamente, está carissima, e não aguenta, mas passando à frente, vamos ver como fiz este pudim, que retirei de um fascísculo, que saia nas revistas semanais, que a minha saudosa mãe comprava e retirava sempre estes fascísculos para me dar, tenho tantos, mais de cem, de várias revistas, já tive para deitar fora, mas a minha saudosa mãe, guardava para me dar com tanto carinho, que não sou capaz. Tenho um móvel cheio dos mesmos que me faz tanta falta para arrumar loiça, mas tenho impressão se não a certeza, que mando mais depressa a loiça às urtigas, que os fascículos. Vamos à receita simples e brutal.


Ingredientes:

-açúcar para fazer o caramelo q.b.

4 bananas grandes e maduras

-1 lata de leite condensado

-a mesma medida da lata de leite

-4 ovos grandes

Fazer o caramelo com o açúcar e forrar a forma do pudim com o mesmo. Reservar. No copo do liquidíficador colocar os ingredientes, e pulsar até ficar uma mistura homogénea. Deitar a mistura na forma reservada e tapar com a tampa, se não tiver forre a superfície com folha de alumínio e leve o pudim a forno pré-aquecido a 180ºC durante 50 minutos. Retira o pudim do forno e deixa arrefecer durante 10 minutos ao fim desse tempo vira a forma do pudim para um prato de servir e leva ao frigorífico até à hora de servir. Convém servir fresco.

Estou no Instagram e Facebook aqui!


"Se tiver que escolher entre o sonho e a realidade, escolha a realidade. Ela não é tão linda quanto o sonho , mas tem a vantagem de existir..." 

 (Bárbara Coré)

segunda-feira, junho 28, 2021

BOLO DE MAÇÃ

 

Este bolo, foi um bolo que fiz para o dia do 👉mimo, daí não ter fotos do bolo aberto, mas é um bolo brutal e simples de se fazer. Vamos à receita.


Ingredientes:

-2 1/2 chávenas de farinha

-1 3/4 chávena de açúcar mascavado

-1 c. de café de fermento

- 1 c. de chá de bicarbonato de sódio

-1 pitada de sal

-1 c. de sopa de canela

-2 chávenas de puré de maçã (cozi as maças e com a ajuda da varinha mágica fiz o puré)

-3 ovos

-150 g de manteiga

-1 chávena de nozes partidas grosseiramente (este bolo não leva noz, mas eu gosto sempre de colocar, acho que liga perfeitamente com o sabor da maçã)

Coloquei a farinha, açúcar, fermento, bicarbonato, sal e a canela numa tigela. Juntei o puré de maçã e a manteiga derretida em banho maria, e bati com a batedeira durante dois minutos ao fim desse tempo adicionei os ovos e voltei a bater com a batedeira mais dois minutos. Deitei o preparado numa forma de buraco untada e polvilhada com pão ralado, levei ao forno pré-aquecido a 180ºC. até cozer o bolo, o teste do palito é infalível.


Estou no Instagram e Facebook aqui!


"Errar é humano, tropeçar é comum. Ser capaz de rir de si mesmo é maturidade..." 

 (Bárbara Coré)

sexta-feira, junho 25, 2021

PATANISCAS DE ATUM




Quando as saudades apertam, (e são lixadas, pois continuam) tento ir buscar os sabores, que a minha saudosa mãe tão bem os fazia, e partilhava. Que nunca conseguirei chegar a eles, mas eu tento, pelo menos, enquanto estou no meu laboratório (cozinha), a fazer algo que a minha mãe fazia tão bem o caso as pataniscas. Resolvi fazer de atum, e fiz um arroz de tomate que servi com uma salada. Vamos ver como fiz as pataniscas.

Ingredientes:

-1 lata de atum em azeite 
-100 ml de água 
-1 cebola pequena picadinha 
-6 colheres de (sopa) cheias de farinha  
-3 ovos 
 -sal marinho q.b. 
- pimenta preta moída na altura q.b.
-salsa q.b.

Misturei a farinha o sal e a pimenta e juntei a água. Mistura muito bem com a colher de pau. Juntei a cebola e fui adicionando um ovo de cada vez batendo entre cada adição. Juntei o atum com o azeite e a salsa picada. Fui batendo com a colher até fazer bolinhas está pronto para fritar colheradas de sopa em óleo quente. Vai virando e quando estão loirinhas escorre em papel de cozinha.


Estou no Instagram e Facebook aqui!


"O saber se aprende com os mestres. A sabedoria, só com o corriqueiro da vida."

 (Cora Coralina)

segunda-feira, junho 21, 2021

PUDIM ARCO-ÍRIS

 





Um pudim brutal dito pelo meu provador oficial (filho). A receita saltou da minha Bíblia Pantagruel, um livro que estou de novo apaixonada😍 Já não sei há quantos anos não compro, nem tenho curiosidade de pesquisar um livro de culinária, mesmo quando entro na Fnac, vou ver e compro outros livros mas de culinária perdi de todo o interesse, é sempre mais do mesmo, e quando em casa tenho mais de 60 livros do mesmo, e tenho os Tesouros, que no principio e fim é desses mesmos livros que a maioria retira as suas ideias e dicas para escrever, já nada se inventa, tudo se copia.😎 Paciência, já não tenho para tanta hipocresia e tanto sorriso, já a minha saudosa Mãe dizia : Muito riso é sinal de  pouco siso.😂 Mas vamos lá à receita que é o que vos interessa.

Ingredientes:

-200 g de açúcar (usei 120 g)

-125 g de fruta cristalizada variada (usei fruta glaceada já em cubinhos)

-40 g de manteiga

-20 g de farinha

-6 ovos

-4 dl de nata

-1/2 c. de café de baunilha em pó

-raspa de 1 laranja

-2 dl leite

Bati os ovos com o açúcar até engrossarem. Juntei a farinha desfeita no leite frio, a manteiga amolecida em banho-maria, a nata, a baunilha, raspa da casca da laranja e 80 g de fruta previamente picadas. Mexe-se muito bem, e deitei o preparado em forma bem untada e cozi no forno pré.aquecido a 180ºC, em banho-maria. Forma de 24 cm de diâmetro. Coloquei o pudim no prato e  coloquei o resto da fruta a enfeitar na parte superior do pudim. No meu forno levou 50 minutos.

Estou no Instagram e Facebook aqui!


"A elegância é a arte de não se fazer notar, aliada ao cuidado sutil de se distinguir." Portanto, "saber a hora de aparecer ou deixar alguém aparecer é o q pode haver de mais chic. Civilizado é não invadir e não abusar" 


 (Glorinha Kalil)

sexta-feira, junho 18, 2021

EMPADÃO DE ARROZ COM CHANFANA DE PERÚ

 


Tinha feito Chanfana de peru sobrou, resolvi retirar peles, e os ossos da carne e reservar numa caixa e guardar na arca, congelei um pouco do molho da chanfana logo faria outra refeição com o resto. Assim o fiz, e que bom ficou. Cá em casa os restos de comida ou (comida velha como sempre ouvi a minha saudosa mãe dizer❤) nunca se deita fora tudo se reinventa, assim me ensinou a minha saudosa mãe.❤


Ingredientes:

-restos de carnes (no caso, foi o resto que tinha sobrado da chanfana de peru)

-1 cebola

-polpa de tomate q.b.

-azeite q.b.

-1 folha de louro

-1 molho de coêntros

-arroz basmati q.b.

-molho da chanfana que tinha congelado

-sal marinho q.b.

Num tacho coloquei a cebola picada o azeite e a folha de louro, deixei cozinhar a cebola em lume brando até murchar a mesma, nessa altura adicionei apolpa de tomate (ao gosto de cada) e envolvi bem. Juntei a carne desfiada e envolvi bem sempre em lume brando, rectifiquei o sal, e deixei harmonizar sabores. Noutro tacho coloquei o molho da chanfana que tinha congelado e coloquei água (1 de arroz para 2 de água) coloquei um pouquinho de sal (ter em atenção o sal que existe no molho utilizado) e deixei levantar fervura, adicionei o arroz envolvi bem e deixei cozinhar até ficar al dente. Num tacho de barro cobri o fundo com arroz, depois cobri com a carne e voltei a cobrir a mesma com o resto do arroz, levei o tacho ao forno a 180ºC,  o tempo de alourar a superficie e harmonizar os sabores. Servi com esparregado.


Estou no Instagram e Facebook aqui!


"Educação é o que você recebe ao ler as letrinhas de um contrato. Experiência é o que você recebe ao não ler o contrato." 

 (Vesta M. Kelly)

segunda-feira, junho 14, 2021

COOKIES DE CHOCOLATE NEGRO E BRANCO

 




Mais uns biscoitos para o dia do 👉mimo. Um dia que existe na minha casa sempre ❤ Vamos à receita que é o que vos interessa.



Ingredientes:

-1 chávena e meia de açúcar mascavado

-200 g de manteiga à temperatura ambiente

-2 ovos

-1 c. de sobremesa (rasa) de essência de baunilha

-2 1/2 chávenas de farinha 

-200 g de chocolate negro picado grosseiramente (usei chocolate Valrhona)

-100 g de chocolate branco? picado grosseiramente

Coloquei a manteiga, açúcar e baunilha na tigela da minha bebé e deixei a bater em velocidade média durante 10 minutos, ao fim desse tempo adicionei os ovos um a um. Juntei de seguida a farinha peneirada sem nunca deixar de bater, quando a mistura estava homogénea adicionei os chocolates, e deixei envolvei. Em tabuleiros forrados com papel vegetal fui colocando bolinhas (+/- do mesmo tamanho) espaçadas, e levei ao forno pré-aquecido a 180ºC, até ficarem louros.

Estou no Instagram e Facebook aqui!


"Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade." 

(Confúcio)

sexta-feira, junho 11, 2021

BISCOITOS SALGADOS






Uns biscoitinhos que servem como snacks, para uma entrada, ou o que vos apetecer. Já estavam em rascunho há mais de 1 ano ou seja muito antes da Pandemia.😎 A fazer a faxina dos rascunhos é que vi os pobres dos biscoitos que ainda não tinham visto a luz do dia.😇


Ingredientes:
-180 g de farinha de trigo
-150 g da Ilha ralado
-150 g de manteiga em cubos
-1 gema de ovo
-sementes de sésamo para polvilhar

Deitei a farinha e o queijo numa tigela e misturei. Juntei a manteiga e areei  com os dedos na farinha  e queijo. Deitei a gema de ovo e misturei até formar uma massa. Embrulhei em película aderente e levei ao frigorífico durante 30 minutos.
Estendi a massa numa superfície enfarinhada e com a ajuda do corta bolachas cortei os biscoitos com cortadores de vários feitios. Coloquei os biscoitos em dois tabuleiros forrados com papel vegetal. Salpiquei com as sementes de sésamo e levei os tabuleiro ao forno pré-aquecido a 200ºC, até ficarem lourinhos (no meu forno levou 10 minutos). Retirar do forno e colocar os biscoitos numa rede metálica até arrefecerem ligeiramente.

Estou no Instagram e Facebook aqui! 

 
"Nunca desista de seus sonhos!" 

 (Augusto Cury)

segunda-feira, junho 07, 2021

BOLO DE BANANA






 Um bolo que saltou do meu 👉caderninho, nunca o tinha feito, e tantos anos de arrependimento, um bolo magistral em sabor, e simples de se fazer. Vamos à receita.


Ingredientes:

-3 bananas bem maduras

-2 ovos

-80 g de açúcar

-60 ml de óleo

-150 ml de leite

-1 c. de café de essência de baunilha

-1  c. de sobremesa de fermento em pó

-180 g de farinha

Coloquei o açúcar na forma e em lume brando fiz o caramelo, nessa altura forrei o fundo da forma com as bananas cortadas às rodelas e deixei arrefecer o caramelo. Reservei a forma. Numa tigela bati os ovos com a baunilha até ficar uma mistura espumosa, adicionei o óleo sempre a bater, nessa altura fui juntando a farinha peneirada com o fermento e o leite alternado até ter uma mistura homogénea, que deitei na forma. Levei a forma com a mistura a forno pré-aquecido a 180ºC, no meu forno levou 25 minutos, mas já sabem o teste do palito? Quando retirei o bolo do forno deixei 5 minutos antes de desenformar, o que foi rápido e saiu todo direitinho sem ter ficado nenhuma rodela de banana ou caramelo na forma. Excelente.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração. Mas, depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão e que conduz ao bem e benefício de todos, aceite-o e viva-o." 

( Buda)