terça-feira, setembro 29, 2020

PASTEIS DE MASSA TENRA DE LEITÃO

 



Ainda não consegui, ir comer fora. Continuo com todos os cuidados e mais alguns, só saio mesmo para o essêncial, apesar de saber que vou ter que viver com esta nova maneira de levar a vida, se não para sempre, vai ser ainda por muito e muito tempo até aparecer um novo virus (não, não acredito na vacina para os próximos anos, infelizmente). 😔 Mas bolas, uma mulher não é de ferro💪 Desde o fim de Maio, quando apetece algo de especial telefono para a Central dos Leitões, encomendo  o leitão, e vou buscar. Os meus filhos adoram o bicharoco, e já que não se pode ir à Bairrada, onde há 44 anos vou comer o bichinho, ficamo-nos por aqui, que até é satisfatório.😎 Num desses pedidos de take away, ou era porque estavamos com menos fome ou foi porque veio mais bem aviado de leitão. Sobrou, eu resolvi logo no dia seguinte fazer uma massa tenra, retirar a minha máquina de massa fresca para trabalhar (esticar a massa, não quero outra coisa, desde que fiz👉 aqui) Então vamos ver como fiz!


Ingredientes:

-300 g de farinha

-2 c. de sopa de manteiga

-1 c. de sopa de azeite

-sal marinho (moído)

-200 ml de água

Coloquei os ingredientes (excepto a água) na tigela da minha bebé e liguei, quando começou a envolver os mesmos fui deitando a água até ter a textura da massa. Depois embrulhei a massa em pelicula aderente e reservei, enquanto fazia o recheio. Quando o recheio estava pronto cobri com a pelicula aderente junto no preparo para não secar a superfície. A seguir com a ajuda da máquina de esticar a massa, fui esticando e colocando bocados de massa na forma de corta pasteis (foto abaixo👇) coloquei o recheio no meio, umedeci as bordas com água fria, e fechei e apertei a forma. Sairam todos perfeitos. Quando estavam todos prontos comecei a fritar em óleo até estarem lourinhos.

Recheio:

-restos de leitão (que piquei ligeiramente na 1 2 3 )

-1 cebola picada

-2 c. de sopa de farinha

-2 gemas

-leite q.b.

-2 c. de sopa bem cheias de molho do leitão (foi o tempero que utilizei no recheio)

-azeite q.b.

Num tacho coloquei a cebola picada e reguei com o azeite. Levei ao lume baixo e deixei cozinhar a cebola até ficar translúcida. Adicionei a farinha e mexi muito bem. Fui adicionando o leite pouco a pouco, até obter a textura (bechamel grosso), nessa altura juntei as gemas, leitão e o molho, envolvi tudo muito bem e deixei cozinhar mais um pouco só o tempo de cozer as gemas e harmonizar sabores.

Nota: A ideia de juntar um pouco do molho do leitão, foi sublime😎 (claro que se ouvesse crianças, elas não podiam comer😈)

Moldes:👇


Estou no Instagram e Facebook aqui!


"Seja gentil quando for possível... Sempre é possível."

(Dalai Lama)

sexta-feira, setembro 25, 2020

BOLO DE FOLHAS DE WAFFLES/OBLEA COM CARAMELO E NOZES



Já tenho no blog vários bolos 👉deste, é um bolo tão simples, este no caso serviu para aproveitar 1 lata  das grandes de leite condensado do LIDL que o prazo terminava dali a 1 mês. Em quarentena, o tempo foi muito para dar voltas à despensa e ver datas.👀 As folhas também tinha cá em casa, na minha última visita ao Jumbo antes da quarentena tinha trazido. Ainda ficou uma embalagem para utilizar, logo vejo o que faço com ela. Vamos à simplicidade desta receita.
Ingredientes:
-1 embalagem de waffles/oblea
-1 lata de leite condensado das grandes do LIDL (740 g)

Coloquei a lata na panela de pressão e coloquei água até metade da lata e cozi o leite. Quando cozido deixo arrefecer pelo menos meia hora antes de abrir. Coloquei o leite condensado cozido numa tigela e bati com a batedeira durante uns 10 minutos até obter um creme fofo e homogéneo.

Depois foi montar o bolo. Num prato coloquei uma folha de Waffle, barrei com a mistura do leite condensado e fui fazendo sucessivamente atá acabar as folhas (5 folhas) com o restante creme cobri a superficie e laterais. Polvilhei com umas nozes. Foi para o frigorífico até à hora de servir. Convém servir fresco.

Nota: Para fazer este bolo precisam de uma lata grande ou duas pequenas, se quiserem aumentar o bolo, já sabem duplicam os ingredientes que neste caso são dois esquecendo as nozes. Podem prefeitamente comprar o leite condensado cozido, eu não utilizo, prefiro o trabalho de cozer, pois ganho e muito em sabor. Tenho sempre em casa cozido, pois quando o faço cozo logo mais que uma.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Na construção da felicidade, onde a provação apareça não te lamentes nem reclames.

Dá o teu toque de amor e Deus fará o resto."

Chico Xavier

quarta-feira, setembro 23, 2020

O MEU CORAÇÃO (PARTE 4)

 Mais uma vez venho informar como me encontro. Uma vez  mais agradeço o carinho desse lado, recebi emails, de pessoas preocupadas comigo, em causa a Covid-19, e o meu problema do 👉coração. Em Setembro de 2019, quando fui à consulta do Dr. Diogo Torres, ele disse, que me queria ver em Abril, e mandou que eu fizesse um exame Holter. Ok, chegou o nosso inimigo Covid-19- 20-21 e sei lá mais quantos anos, eu pensei logo que o Dr. não estava a dar consultas, nem me preocupei em ligar para o consultório para saber. Mas, tenho um filho, sempre a dizer: mãezinha, tens que ligar, mãezinha já ligaste? Eu sempre a dizer, não! Nos entretantos, em Maio vejo o Dr. Diogo Torres, numa entrevista na Tv, onde ele estava no Centro Hospital Lisboa Norte, estava com a bata e máscara, mas conheci a voz e os olhos, logo depois passa abaixo o nome, mas já eu estava com atenção a ouvir. Claro, a falar que as pessoas deixaram as consultas todas para trás, o que matava era o Covid, aí sim estava tudo apavorado, mas que não devia ser assim, pois as mortes diárias por outras doênças ultrapassavam e muito as mortes por Covid. Ok, mas nem assim eu liguei para o consultório, mas chegou a Agosto liguei para o consultório e marquei a consulta para dia 17 de Setembro, o filho descansou e disse: obrigada mãezinha❤.

 Fui à consulta, com todos os cuidados, qual é o meu espanto quando o Dr. Diogo, vem chamar-me à sala, como sempre fez, claro que não ouve o aperto de mão, mas acompanhou-me ao consultório, viu o exame (Holter), e outros exames que tinha feito de rotina, estava tudo bem. Mediu a tensão (baixa) e examinou-me, depois falamos, claro que pedi desculpas de não ter cumprido o pedido dele (ir à Consulta em Abril) mas ele compreendeu, e disse logo: Isabel, esta é a nossa nova realidade, temos que aprender, e saber viver com ela. Eu disse, que desde Abril, ando de máscara em locais fechados, e abertos também até hoje. Tenho toda a variedade de máscaras, aliás quando fui à consulta levei esta, para fazer pandan com a roupa que levava.😊 Ele só me disse: Faz muito bem, não falta muito para ser obrigatório para os espaço exteriores. Só me perguntou o que eu usava nas máscaras de tecido? Eu sem tirar a mascara, puxei um pouco da lateral e mostrei uma ponta das cirugicas (sim, corto à medida) apesar que também uso as cirugicas. Ele disse logo, boa ideia. Sim, a Isabel (eu) não acredito em filtros. Filtrada, já ando eu com a falta de liberdade que tenho. No final da consulta e conversa, o Dr. disse: Isabel, quero a ver em Abril, e é uma mulher forte. 😎 Ok, sai de lá inchada, não que eu não soubesse (modéstia😂) mas sabe sempre bem ao ego ouvir. Agora vamos lá continuar a não me preocupar com coisas insignificantes, e sim a dar valor ao que realmente tem. Hoje e sempre. Um bem haja para quem está desse lado e se preocupa comigo, mas para quem nem quer saber um bem haja também! Cuidem se.🙏



"Se alguém te dirige a palavra em tom muito alto, faz-lhe o obséquio de responder em tom mais baixo."

Chico Xavier

segunda-feira, setembro 21, 2020

BISCOITOS DA ISABEL TERESA





Biscoitos nunca é demais. O dia do mimo existe como eu já disse 👉aqui. Na quarentena continuei a fazer o mimo todas as semanas. A receita destes biscoitos saltou dos meus 👉livros de Maria Odette Cortes Valente, uns livros que me acompanham há anos.




Ingredientes:
-250 g de açúcar (usei açúcar de coco)
-150 g de manteiga
-4 gemas de ovos
-3 claras
-600 g de farinha

Coloquei o açúcar e manteiga na tigela da minha👉 bebé, e deixei bater, adicionei as gemas e claras de ovos e deixei misturar bem. Juntei a farinha e a velocidade baixa deixei misturar, depois aumentei a velocidade, e deixei bater por uns 3 minutos. Coloquei dentro de um saco pasteleiro frisado e fui fazendo pequenos biscoitos nos tabuleiros forrados com papel vegetal. Levei os tabuleiros ao forno pré-aquecido a 180ºC, durante 10 minutos, o tempo de alourar, mas cada um sabe do seu forno.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro."
Clarice Lispector

sexta-feira, setembro 18, 2020

TORTA DE COCO




 Claras de ovos abundam sempre no congelador. Estava num sábado de muito calor, sem apetites de grandes receitas ou  produções. Retirei um tupperware com 6 claras e deixei em cima da banca da cozinha a descongelar (já que me tinha esquecido na véspera de retirar do congelador e colocar no frigorífico para ir descongelando devagar).😎 Quando estava descongeladas, coloquei as claras na minha 👉bébe, vamos ver a simplicidade da receita (tudo a olho e fé em DEUS sempre)🙏 e como eu costumo dizer: no seu melhor.

Ingredientes:

-6 claras de ovos

-5 c. de açúcar de coco (usem o que preferir ou der mais jeito)

-80 g de coco ralado

Como escrevi atras, coloquei as claras na bébe e bati as claras em castelo. Juntei o açúcar e continuei a bater. Depois foi só envolver o coco com a ajuda de uma espátula, quando estava bem envolvido deitei o preparado num tabuleiro do forno untado e forrado com papel vegetal de novo untado e polvilhado com pão ralado. Levei o tabuleiro ao forno préviamente aquecido a 180ºC durante 12 minutos, só até ficar lourinha, mas cada um sabe dos seus fornos. Depois foi deitar a torta num pano polvilhado com açúcar em pó, e enrolar.

Nota: ficou uma torta bastante húmida e deliciosa.


Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Lembra-te: em matérias de atitudes, a vida não fornece cópias para revisão."

Chico Xavier


terça-feira, setembro 15, 2020

SOPA DE TAMBORIL


Num Domingo chegou a minha casa um tamboril bem grande. Era para fazer um arroz, mas resolvi assar no forno com umas batatinhas e a cabeça nesse caso aproveitei para fazer uma sopa. Se fizesse o arroz a cabeça também iria para o dito. Mas como fiz assado, a cabeça já não serve, mas na sopa ficou uma maravilha. Vamos ver como fiz.

Ingredientes:

-1 cabeça de tamboril sem pele

-1 alho-francês 

-2 cebolas 

-2 dentes de alho 

-1 folha de louro
 
-1 dl de azeite
 
-1 lata pequena de tomate pelado

-100 g de arroz carolino

-Sal  marinho

- pimenta cayenna q.b 

-coêntros


 Coloquei a cabeça do tamboril  num tacho, cubri com água fria, levei ao lume e deixei cozinhar durante 30 minutos. Retirei do lume e deixei arrefecer dentro da água. Limpei o alho-francês, cortei o em rodelas, lavei e deixei escorrer. Descasquei as cebolas e os alhos, cortei as cebolas em meias-luas finas e piquei os alhos. Deitei as cebola, os alhos e o alho-francês para uma panela, juntei o louro e o azeite, levei ao lume e deixe cozinhar até a cebola ficar translucida. Adicionei depois o tomate picado com o molho, mexi e deixei cozinhar em lume brando durante 10 minutos. Escorri a cabeça de tamboril (reservei a água da cozedura), limpei de espinhas e desfiei ligeiramente. Juntei ao tacho 2 L da água de cozer o peixe, deixei ferver, adicionei o arroz, mexi, e deixei cozinhar durante 15 minutos. Juntei então o tamboril, temperei com sal, juntei um pouco de pimenta cayenna, e deixei ferver mais 5 minutos. Servi bem quente polvilhado com  coentros.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Fé inabalável só o é a que pode encarar frente a frente a razão, em todas as épocas da Humanidade."
Allan Kardec

sexta-feira, setembro 11, 2020

BOLACHAS DE MANTEIGA DE AMENDOIM






Umas bolachas deliciosas de manteiga de amendoim, para presentear a minha amiga no dia do 👉mimo. A quarentena, a Covid fez me ver quem é importante na minha caminhada de vida. A minha amiga C. quero a sempre na minha estrada da vida, amigas verdadeiras, é para protegermos e respeitarmos sempre. Mas deixando de conversas, vamos à receita destas deliciosas bolachas que foi o que vos trouxe aqui!



Ingredientes:
-200 g de manteiga sem sal amolecida
-200 g de manteiga de amendoim macia
-200 g de açúcar amarelo
-1 pitada de sal
-2 ovos grandes
-1 c. de café de bicabornato de sódio
-1 c. de café de fermento em pó
-430 g de farinha de trigo

Coloquei as manteigas com o açúcar na minha👉 bebé. Deixei bater até ficar uma mistura fofa, nessa altura juntei 1 ovo e deixei continuar a bater, adicionei o 2º ovo, quando a massa estava homogénea adicionei a farinha misturada com o bicarbonato e fermento aos poucos até misturar a quantidade toda. Coloquei a massa embrulhada em pelicula aderente e levei ao frigorifico por 1 hora. Ao fim desse tempo fui retirando masssa e fazendo bolinhas que coloquei nos tabuleiros forrados com papel vegetal, espaçadas umas das outras. Com este 👉carimbo dei uma carimbadela nas bolinhas todas. Levei ao forno pré-aquecido a 180ºC o tempo de alourar, o que foi à volta de uns 12 minutos no meu forno.

Estou no Instagram e Facebook aqui!


"A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas."
Carlos Drummond de Andrade


segunda-feira, setembro 07, 2020

SOBREMESA DE MORANGOS




Uma sobremesa, que fiz para passar o tempo em que estivemos (nós? Cá em casa estivemos) de quarentena. Um dia entrei na dispensa e resolvi dar uma volta, a ver datas dos ingredientes. Estava tudo ok, excepto uma lata de leite condensado, terminava o prazo dali a menos de um mês. Arrumei a dispensa por ingredientes (como já estava) e por validades. Retirei essa lata de leite condensado, para fazer alguma coisa com ela. Fui aos meus cadernos (não são os livros) e escolhi esta sobremesa, pedia gelatina de morango, eu só tinha de tuti-fruti foi mesmo essa. Em quarentena não se limpa armas, vai com o que se tem, o caso. Vamos ver como fiz.


Ingredientes:
-1 lata de leite condensado
-2 latas de leite
-3 ovos
-2 c. de sopa (rasa) de maisena
-2 caixas (pacotes) de gelatina de morango (usei 1 pacote de tuti fruit era o que tinha)
-1 caixa de morangos (500 g) lavados e cortados às rodelas.



Bater as 3 claras em neve (faz-se um suspiro bem firme)

Creme: Leve ao lume o leite e engrosse com a maisena, misture as 3 gemas, deixe ferver até fazer ponto de creme.

Faça a gelatina seguindo as intruções. Reserve.

Coloquei o creme num pirex. Misturei a gelatina juntamente com os morangos e o suspiro. Misturei tudo delicadamente (os três ultimos). Com uma concha fui colocando a mistura por cima do creme, levei à geladeira até ficar fresco e firmar a gelatina. Depois de gelado, fica o creme em baixo, a gelatina no meio e os morangos e suspiro por cima.


P.S. Peço imensas desculpas da qualidade das fotos, mas enquanto a maioria do pessoal estava com animo para passeios pela marginal e afins (ignorantes) eu estava sem animo para nada, então produções fotográficas ainda menos.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Ter fé é saber que apesar de todos os desvios e atrasos chegaremos ao lugar onde Deus tem nossa felicidade plena guardada."

(Desconhecido)

sexta-feira, setembro 04, 2020

BORREGO ASSADO




Borrego até há uns anos atrás os meus filhos diziam que não gostavam e não comiam. Ok, a idade traz destas coisas (juizo)😎 agora já gostam. Este borrego foi para o almoço de um domingo da quarentena X (covid) Março. Que bem soube com umas batatinhas assadas, e um esparregado de grelos de nabo. Fotos do acompanhamento, não há, a disposição não era/é nenhuma. Foi mesmo umas fotos rápido, só ao borrego para vos deixar aqui a receita. Vamos a ela (receita).


Ingredientes:
-1 perna de borrego devidamente limpa e cortada aos bocados
-150 g de toucinho fresco
-vinho branco q.b.
-6 dentes de alho
-1 c. de sobremesa de colorau fumado
-1 cebola média
-azeite q.b.
-1 folha de louro
-pimenta preta moída na altura
-sal marinho q.b.

Pica-se o toucinho, a cebola e os dentes de alho na picadora. Mistura-se depois de picado numa tigela com o azeite, o colorau, sal e pimenta. Esfreguei os bocados de borrego com a mistura e coloquei num tabuleiro de barro. Reguei com o vinho branco, e deixei na marinada de um dia para o outro. Levei ao forno a assar a 180ºC, a meio da cozedura virei os bocados para assar por igual, e retirei um pouco do molho para colocar na assadeira das batatas pequenas que levei a assar no forno.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"O silêncio é de ouro e muitas vezes é resposta."
(Sabedoria popular)

terça-feira, setembro 01, 2020

BISCOITOS DE AMÊNDOA E LIMÃO




Estamos a começar o mês de Setembro, vamos lá a começar a colocar o blog a trabalhar, não é que o meu apetite seja algum, mas o respeito que tenho pelas pessoas que estão desse lado é muita. 🙏 

Mais uns biscoitos para o dia do 👉mimo, aquele dia que existe todas as semanas na minha casa. Estes biscoitos, já experimentei a fazer com açúcar de coco, e não deu certo. Alguma vez tinha que ser.😔 Uns biscoitos que já se encontravam em rascunho desde Novembro de 2019, muito antes desta loucura da Pandemia.



Ingredientes:
-125 g de miolo de amêndoa pelada
-15 g de casca de limão glaceado
-15 g de farinha
-60 g de açúcar branco refinado
-3 1/2 de c. de sobremesa de sumo de limão
-100 g de açúcar em pó, mais um pouco para polvilhar
-50 g de farinha de milho
-1 clara de ovo grande
-3/4 de c. de chá de fermento


Deitei as amêndoas, a casca do limão glaceado e a farinha no processador e pulsei até obter uma pasta.
Deitei o açúcar e o sumo de limão num tacho e levei ao lume até ferver, baixei o lume, e ferveu mais 2-3 minutos até ficar reduzido a um xarope espesso.
Retirei do lume, e juntei a pasta de amêndoa e misturei bem. Coloquei numa tigela e deixei arrefecer, o que foi rápido.
Liguei o forno a 140ºC, e forrei um tabuleiro com papel vegetal. Reservei 1 c. de chá de açúcar em pó e peneirei o restante açúcar e a farinha de milho para a bancada.
Bati a clara e o açúcar reservado até ficar um merengue firme. Adicionei o fermento à pasta de amêndoa, e a seguir envolvi a clara batida em merengue até ligar. Deitei a massa na bancada (onde tinha polvilhado a farinha de milho e açúcar em pó), envolvi muito bem na mistura, formei um rolo com 6 cm de espessura, e espalmei-o até ficar com 4 cm. Cortei em fatias de 2 cm (aqui é ao gosto de cada). Coloquei os biscoitos no tabuleiro e levei ao forno pré-aquecido (como explicado acima☝) durante 30 minutos ou até crescerem mas ainda estarem suaves no meio. Deixei arrefecer no tabuleiro durante 2-3 minutos, a seguir coloquei-os numa rede metálica até arrefecerem completo. Polvilhei com açúcar em pó.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta."
(Chico Xavier)

sábado, julho 18, 2020

MAU STUDIO ARQUITECTURA E 3 D



Venho dar a conhecer o Website 👉WWW.MAU Studio.pt  um Site de Arquitectura e 3 D. Quem me segue já sabe a quem pertence.❤❤ 

Visitando o Site podem dar uma vista de olhos no Blog👉MAUstudio, onde os assuntos são dentro da área da Arquitetura, onde traz temas muito interessantes, basta visitarem para comprovarem o que eu digo. Também se quiserem seguir no Instagram👉maustudio.pt ou Facebook👉MAUstudio agradeço! Um Bem Haja🙏

"A arquitetura é o jogo sábio, correto e magnífico dos volumes dispostos sob a luz."

(Le Corbusier)



segunda-feira, julho 06, 2020

VOU ENTRAR EM AUSÊNCIA NO BLOG❤❤



Como já vem sendo costume, vou me ausentar do blog, dar "férias" ao mesmo e a mim dele. Mas estou sempre cá para o que precisarem e vos possa ajudar. Hoje deixo uma foto da "minha" praia, não deste ano, mas sim do ano passado. Este ano ainda não fui, nem tenho intenção de ir apanhar sol, mergulhar, com muita pena minha. Mas, já a minha avó dizia, mais vale prevenir que remediar. Estou sem paciência para a estupidez humana, as pessoas ainda não se capacitaram que o dito Covid-19, ainda começou a sua procissão. Há desconfinamento, é ver o pessoal todo na rua, as estradas cheias, as pessoas em filas para comprar roupa, como se o Mundo fosse acabar, e precissassem de estar na ultima moda. A estupidez humana no seu mais alto nivel. A  insegurança do ser humano. Pensam que a adquirem com uns trapitos. Ingnorância total, segurança não se compra, está na essência do ser humano. Enfim... Estou em casa, continuo em casa, saio para ir comprar o essêncial, e só! Há dias uma amiga dizia-me: Isabel, tens que sair, Se não mais tarde, a cabeça não aguenta. Então é assim, enquanto há pessoal, que se não anda na rua piram, eu sou das que adoro estar em casa. Adoro passear (aliás cancelei férias que tinha marcado em Outubro, logo em Março, sabia que o covid veio para passar o Verão connosco e não só. Adoro grandes superficies, mas gosto muito mais de mim e dos meus. Agora o 1º Ministro deu uns passinhos atrás, eu acho que não devia ser passinhos e sim passos.  Sei, que está preocupado com a economia, mas o que é da dita se não houver pessoas, se elas morrerem. Enfim... Adoro ter as unhas arranjadas, mas ainda não tive coragem de ir, não tenho jeito para arranjar, corto rentes com um corta unhas e está melhor que bom, pelo menos sinto-me segura, posso parecer tola, mas prefiro. Cada um faz o que lhe dá mais jeito e prefere, mas não venham lixar a vida aos outros que tem todos os cuidados e mais alguns.

Fiz um acordo comigo! Preciso de ver, cheirar, sentir e ouvir o meu MAR. Como sou uma mulher que não gosta muito de dormir, deito me cedo e levanto me igualmente cedo. Então saio de casa às 6,20h enquanto todos dormem e vou ver o nascer do Sol à praia, vejo, sinto, cheiro e toco no meu mar, sózinha naquela imensidão, agradecer sempre, andar na beira mar, não ver ninguém, venho para casa revigorada, apanho o meu iodo, e não me cruzo com ninguém. 7,30h já estou em casa, a vitamida D comprei e tomo, e também quando me apetece tomo sol numa das minhas varandas. Um Verão muito diferente, mas o que tem que ser tem muita força. Cuidem-se!❤🙏

Fotos tiradas no meu 1º dia de acordo comigo na praia da Rainha. Não vou sempre à mesma praia, tenho tantas, conforme a hora que sair de casa, escolho uma. Sim, também quero ver nascer o Sol.😍



"Nem todos podem tirar um curso superior. Mas todos podem ter respeito, alta escala de valores e as qualidades de espirito que são a verdadeira riqueza de qualquer pessoa." 

 (Alfred Montapert)

segunda-feira, junho 22, 2020

BOLO DOS DISCOS






Fui buscar o livro de Maria Odete Cortes Valente "Cozinha Regional Portuguesa" (bolos inteiros doces de colher). Queria fazer um bolo, mas queria algo nosso, da nossa doçaria. Esta colecção de livros tem as receitas de Norte a Sul, as nossas receitas que por vezes se esquece, o que não é o meu caso, basta eu ser uma eterna apaixonada pela Maria de Lurdes Modesto, nunca posso esquecer o que é nosso❤❤

Ingredientes:
-250 g de amêndoa
-150 g de açúcar
-6 claras

Bati as claras em castelo muito firme. Juntei o açúcar continuando a bater. Mistura-se a amêndoa pelada e passada pela máquina só a envolver. (Eu juntei a amêndoa passada pela máquina (moída) com casca). Vai ao forno médio a cozer, em formas baixas de 21 cm de diâmetro, bem untadas com manteiga e polvilhadas de farinha. Esta porção dá para 4 bolachas que se sobrepõem, recheando. com ovos moles. Cobre-se depois o bolo com os mesmos e polvilha-se com amêndoa ralada e levemente torrada. (Ovos moles 8 gemas e 200 g de açúcar)

Nota: Fiz só 3, só tenho 3 formas de 20 cm, não me apeteceu sair de minha casa para ir comprar mais uma forma, só saio de casa para o indespensável, o que não era o caso, saiu um bolo com 3 discos em vez de 4, tudo se remedeia. Além, que já tenho formas para as próximas encarnações. Não fiz os ovos moles com 8 gemas e sim com as 6 gemas que sobrou do bolo e 6 c. de sopa de açúcar. Ah, e esqueci de colocar a amêndoa polvilhada por cima do bolo, só quando estava a escrever aqui no blog a receita é que vi a falha, que não foi nenhuma, pois o bolo ficou brutal.😋 Untei as formas com manteiga, e forrei  os fundos das formas com papel vegetal também untado e depois polvilhei as formas com pão ralado.

P.S. Ovos moles, 6 gemas, 6 c. de sopa de água e 6 c. de sopa de açúcar. Tem 👉 aqui receitas.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta."

 (Chico Xavier)