terça-feira, fevereiro 14, 2017

FILHÓS DE FORMA





Uma receita que a minha amiga Rosarinho me passou no Natal.  A conversarmos, chegamos à conclusão que ambas tinham-mos os ferros de fazer estas filhoses desde que casamos, e que nunca o tínhamos utilizado. Eu coloquei na lista de doces a fazer, mas chegou a uma altura, que tive que retirar alguns, já eram tantos, e as filhoses de forma foram um deles. Mas sendo eu mulher, fiquei com curiosidade de fazer pois na minha vida nunca tinha feito. Pensei fazer para a época do Carnaval (que detesto e sempre detestei desde que me conheço, nem em criança gostava). Mas numa minha ida à feira, vi lá um ferro das (filhoses de forma), com feitio de coração e lembrei-me logo, vêem aí o tal dia que os Portugueses "copiaram" pelos Americanos (o dia dos namorados) os tais dias que detesto, para mim é o dia da mãe, dia do pai, e o dia da criança que os meus filhos já tiveram eu em criança nunca me lembro de haver esse dia. Todos os outros dias que os Portugueses tiveram a delicadeza de copiar, para mim é fantochada, não ligo, mas respeito quem goste de festejar. O coração representa Amor, então hoje trago as filhoses, para celebrar o Amor, que devemos ter por tudo na vida, todos os dias da nossa vida.


Ingredientes:
-250 grs de farinha Branca de Neve
-1 colher de café de canela
-1 pitada de sal fino
-2,5 dl de leite (substitui por agua e sumo de laranja)[fiz o mesmo que a minha amiga]
-6 ovos
-1/2 cálice de aguardente
-raspa de limão (não coloquei porque usei sumo)
-óleo para fritar
-açúcar q.b.
-canela q.b.


Peneira-se a farinha Branca de Neve [uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] a canela e sal para uma tigela.
Mistura-se à parte o leite, os ovos inteiros, a aguardente e a raspa de limão e juntam-se à farinha, e faz polme tipo patanisca.
Deixa-se descansar pelo menos meia hora (não deixei)
Aquece-se o óleo (depois baixa), mergulha-se a forma no óleo e deixa-se aquecer bem.
Escorre-se (poisa sobre papel absorvente) e introduz-se na massa devendo esta cobrir apenas os lados da forma sem nunca passar sobre a parte superior.
Mergulha-se a forma no óleo, sacode e deixam-se as filhós alourar, ajudando, se necessário, com um garfo o seu desprendimento.
Retira-se sobre um papel absorvente e depois polvilham-se com açúcar e canela.

P.S. Rosarinho, obrigada pela partilha, adoramos, e claro, receita a repetir mas com o ferro de origem (maior), pois este sendo mais pequeno, nunca mais "via o fundo ao tacho" :) a massa nunca mais acabava.



Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica