sexta-feira, setembro 21, 2012

BOLO DA SENHORA DONA













Como já disse aqui! Ando pela primeira vez a dar o devido valor a esta relíquia que já mora comigo há uns anitos. Tinha feito o doce de chila (gila) ou como quiserem chamar. Está correto das duas maneiras. Como sabem é um doce que nunca falta na minha casa, como já tenho dito! Quando o doce está quase acabar, há umas abóboras gilas a chegar, e nunca são poucas. Tenho aqui a receita com açúcar branco e com açúcar amarelo, que depois de experimentar, é sempre como faço, prefiro. Resolvi escolher um bolo para "estrear" o doce que tinha feito na véspera. Vamos à receita:

Ingredientes:
-250 g de açúcar
-200 g de coco ralado
-200 g de doce chila (gila) (usei 300 g)
-6 ovos

Bati o açúcar com os ovos até ficar cremoso. Juntei o coco e depois o doce, batendo sempre muito bem. Deitei na forma untada de manteiga e polvilhada com pão ralado. Levei ao forno a 180ºC, até corar por cima, nessa altura cobri o bolo com uma folha de papel de alumínio e baixei o forno para 160ºC, até terminar a cozedura do bolo. Aqui, não vou dizer que o palito sabe, pois o bolo fica com uma textura húmida fantástica, então se usarem o palito, para ver se o bolo está cozido, sai sempre húmido. No meu forno levou 1 hora e 10 minutos, já sabem cada qual sabe do seu forno. O aroma que perfumou a casa, é mesmo de outra dimensão, o sabor apesar de não ter o meu filho para dar a sua nota, a mãe (eu) atrevo-me a utilizar o seu termo: brutalíssimo, pois sei que o irá utilizar quando me visitar ou eu o visitar e fizer o bolo.

Notas: o nome do bolo até é engraçado. Mas não sei, o porquê do dito!?!?

Estou no Facebook aqui!

" - Ser feliz é o maior afrodisíaco que existe. Você só passa por esta vida uma vez . Não vai ter bis."

[Elvis Presley]