sexta-feira, fevereiro 03, 2017

PUDIM «FROU-FROU» [APROVEITAMENTO DE CLARAS]





Claras de ovos, tenho sempre congeladas. Já tinha algumas congeladas, mas com o Natal, ui, já são bastantes. Resolvi agarrar na minha ⇛Bíblia Pantagruel⇚, pois é um livro muito rico em ⇛"aproveitamento de claras"⇚ e não só como sabem! Precisava de fazer uma sobremesa, ⇛Pavlova⇚ não estava para aí virada, quem me segue ou conhece sabe que não gosto nem os filhos de pudim Molotof, aliás nunca viram aqui no Cozinhar com os Anjos, muitos mails tenho recebido a pedirem a receita, eu peço desculpas mas não dou receitas que não tenha feito, para isso basta consultarem o Google. Mas como escrevi mais atrás na minha consulta da minha Bíblia, cheguei a este pudim. Primeiro achei o nome um mimo «frou-frou» tanto "«frou-frou»" que anda por aí. :)) Li a receita com olhos de ver e não me soou ao Molotof tradicional, diferente a textura até podia ser parecida, mas o levar as amêndoas, o que troquei por nozes, e ser coberto com fios de ovos, o que não utilizei, pois já achava o pudim doce o suficiente para ainda o ir cobrir, eu sei que está frio, mas como gosto é de calor, deixei o pudim "despido" de enfeites, para mim perfeito. Então vamos lá à receita.


Ingredientes:
-10 claras de ovos
-350 g de açúcar
-200 g de amêndoas peladas e palitadas (levemente torradas)[ não utilizei usei 250 g de miolo de noz picado grosseiramente com uma faca]
-caramelo [utilizei de compra]
-fios de ovos [não utilizei]


Batem-se as claras em castelo firme e junta-se o açúcar aos poucos, batendo continuamente até fazer ponto de merengue. Envolve-se levemente as amêndoas [utilizei nozes] e vaza-se na forma de buraco previamente barrada com o caramelo. Coze-se em forno moderado (160ºC), desenforma-se para um prato de serviço fundo e guarnece-se com os fios de ovos [não vesti o pudim com os fios de ovos, foi mesmo sem roupa] :)

Nota: No meu forno levou 25 minutos. cresceu bastante. Ao fim desse tempo desliguei o forno, mas fiz como as ⇛pavlovas⇚ deixei arrefecer o pudim dentro do forno. Agora a textura exterior são duas, a superfície fica com a textura de Pavlova, as laterais com uma textura de pudim, e o interior com a textura (penso eu que assim seja) de uma nuvem. Sabor? Brutal, e penso que fiz muito bem alterar as amêndoas por nozes. O meu provador oficial (filho) disse:
brutal!

Estou no Instagram e Facebook aqui!

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre.

(Clarice Lispector)