quinta-feira, outubro 15, 2009

MARMELADA




Eu já tinha postado a minha marmelada aqui. Mas a trocar e-mails com o Alex ele disse-me como fez a dele naquele dia e realmente curiosa como sou (em relação a sabores e cheiros), pensei logo fazer. Mas claro com os marmelos lá da Quinta de Coimbra. Trouxe marmelos mãos à obra. Só que os marmelos de Coimbra ui, tinham tantos bicharocos (ok, eu sei que isso é que é bom;) quer dizer que não têm químicos nenhuns). Claro, senão os bichinhos também batiam o pernil antes de eu os descascar certo? Então eu vou transcrever a receita tal e qual o ALEX me passou...

RECEITA DO ALEX:
Descasco os marmelos e descaroço; é a parte que dá realmente trabalho. Depois, cozo-os, cerca de 15 minutos, com água a cobrir. Noutra panela meto a mesma quantidade de açúcar — pesei as cascas dos marmelos para descontar e ter o valor certo da fruta aproveitada — e cubro com água da cozedura, deixando ferver até a calda do açúcar ficar em ponto de pérola, ou seja,quando depois de escorrermos uma colher de calda pingo final fica como se fosse uma pérola (não quero ensinar a missa ao padre, mas segue com todos os detalhes). Assim que a calda está no ponto de pérola, adiciono os marmelos cozidos e escorridos numa escumadeira, envolvo e deixo levantar fervura. Depois, desligo e trituro tudo até ficar um creme pastoso, que deposito em tigelas previamente fervidas. Para evitar que ganhem bolor, devemos deixar secar muito bem a crosta ao ar — de preferência ao sol — e antes de isolarmos as tigelas com, por exemplo, plástico aderente, devemos pincelar a crosta da marmelada com uma bebida alcoólica de elevada percentagem — aguardente é perfeito — que tem como função, precisamente, desinfetar a superfície que depois fica isolada, à prova de bolor. Se eventualmente surgir bolor, há que removê-lo, lavando cuidadosamente a crosta, com um papel de cozinha ligeiramente humedecido. O resultado é uma marmelada muito pura, muito clara. E há um pormenor importante: quanto mais verdes estiverem os marmelos, melhor!

P.S. Agora uma nota muito importante. Eu antes de fazer a minha marmelada na panela de pressão fazia a marmelada tradicional mas não era a receita do Alex e quis experimentar esta que a partir do dia que fiz, passou a ser a "minha" marmelada. Realmente o que é aborrecido é o descascar os ditos (para mim nem tanto dá para ter a cabeça ocupada) porque o fazer a marmelada é mesmo estilo "vapt-vupt" o ponto de pérola como sabem é facílimo e depois varinha com ela. Alex obrigada por uma receita das tuas e mais uma vez aprovadíssima, e o que é muito importante é as receitas tradicionais, com aquele sabor de infância que eu amo...Notas: eu pesei os marmelos depois de descascar o que deu 900 g e fiz com açúcar amarelo (como gosto de fazer os meus doces. Deu 4 tigelas iguais a esta que pesam 580 gr... Alex eu só fiz 2,400 kg de marmelada tu é que fizeste quantidades industriais. :)

Estou no Instagram aqui!