sexta-feira, junho 03, 2011

CUPCAKES DE ALFAZEMA COM FROSTING DE BAUNILHA













Eu penso e acho que não tenho necessidade de dizer mais sobre os Cupcakes!!! Quem me segue já sabe há muito o que eu penso, e como não gosto de ser repetitiva, hoje fico-me só por aqui: simplesmente de outra dimensão, ou como o filho disse: brutalíssimo....

Cupcakes de Alfazema
10/12 cupcakes
Ingredientes:
-125 g de farinha
-125 g de açúcar mascavado
-125 g de manteiga à temperatura ambiente
-2 colheres de sopa de leite
-2 ovos à temperatura ambiente
-1 colher de café de fermento
-2 colheres de sopa de flores de alfazema fresca ou seca (usei seca)
-1 pitada de sal
.Pré-aqueça o forno a 190ºC, e coloque as bases de papel dentro das formas de alumínio.
.Junte o açúcar, a farinha e as flores de alfazema e bata até incorporar as flores.
.Mude a mistura de taça e retire as partes maiores de alfazema.
.De seguida adicione a manteiga, os ovos e o leite e bata até ficar macio.
.Deite a massa nas formas, mas encha apenas até 2/3 das bases dos Cupcakes.
.Leve ao forno até estar cozido, aproximadamente 18/20 minutos (o teste do palito)
.Deixe arrefecer alguns minutos e retire das formas. Adicione o frosting apenas quando o Cupcakes estiverem frios.

Frosting de baunilha:
Ingredientes:
-250 g de açúcar em pó
-80 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
-25 ml de leite gordo
-4 gotas de extrato de baunilha
.Com a ajuda de uma batedeira elétrica, a uma velocidade média, bata o açúcar em pó juntamente com a manteiga até estar tudo incorporado.
.Numa taça à parte junte o leite e o extrato de baunilha.
.Aos poucos adicione o leite ao creme de manteiga e ao açúcar.
.Depois de o leite estar incorporado, coloque a batedeira a alta velocidade (pelo menos 4 minutos) até o recheio ficar leve e fofo.

Notas: acrescentei ao creme de baunilha uma gota de corante lilás. Depois foi dar asas à minha imaginação...deem asas à vossa imaginação....
CUPCAKES

Estou no Facebook aqui!

"O génio, esse poder que deslumbra os olhos humanos, não é outra coisa senão a perseverança bem disfarçada."

[Johann Goethe]