sexta-feira, dezembro 02, 2016

BISCOITOS DE CHOCOLATE COM AMÊNDOAS





Mais uns biscoitos brutais. Nem digo nada, quem me segue sabe, quem  chegou aqui pela primeira vez, basta ver o link na lateral direita onde diz: bolachas/biscoitos/cookies, a quantidade de receitas diz tudo. Vamos à receita.


Ingredientes:
-175 g de chocolate (usei Valrhona)
-60 g de manteiga(usei sem sal)
-175 g de farinha Branca de Neve
-3/4 de c. de chá de fermento em pó
-1 pitada de sal
-2 ovos grandes
-150 g de açúcar (usei açúcar amarelo)
-1 c. de chá de extracto de baunilha
-125 g de miolo de amêndoa picadas grosseiramente com pele
-açúcar em pó q.b.


Derreter o chocolate com a manteiga em banho-maria, mexer bem até ficar uma mistura macia. Reservar até arrefecer um pouco. Numa tigela, juntar a farinha Branca de Neve,[uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] o fermento em pó e o sal. Noutra tigela bater os ovos com o açúcar com a batedeira durante 2 minutos, até obter uma mistura fofa. Reduzir a velocidade e juntar o chocolate derretido e a baunilha. Adicionar a mistura da farinha Branca de Neve e continuar a bater até ficar bem envolvido, depois juntei as amêndoas, envolvi com a espátula e reservei a tigela no frigorífico durante 30 minutos. Colocar o açúcar em pó numa tigela. Fazer bolinhas com a massa e passar pelo açúcar em pó rolando (o açúcar em pó vai ajudar a massa a não agarrar-se às mãos). Coloca-se as bolinhas em tabuleiros forrados com papel-vegetal espaçados entre elas. Pressionar as bolinhas com a mão e levar os tabuleiros ao forno pré-aquecido a 180 ºC, durante 15 minutos. Deixar arrefecer nos tabuleiros durante 5 minutos, depois transferi para as redes e deixei arrefecer completamente.

Encontram-me no Instagram e Facebook aqui!


Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica
Sporting Clube de Portugal


quarta-feira, novembro 30, 2016

PEITO DE FRANGO RECHEADO COM QUEIJO DA SERRA




Uns peitos de frango que ficaram uma delicia. Resolvi rechear com queijo da Serra, o que não me arrependi. A simplicidade no seu melhor. Vamos ver como fiz.


Ingredientes
-peitos de frango (um por pessoa)
-fatias de queijo da Serra (uma fatia  generosa por cada peito de frango)
-colorau
-pimenta-preta
-pimenta cayenne
-flor de sal
-azeite virgem

Puré de batata-doce simples:
-1 batata grande por pessoa
-sal marinho
-pimenta preta
-1 c. de sobremesa de azeite extra virgem por batata

Esparregado de espinafres:
-1 pacote de 400 g de espinafres congelados
-sal marinho
-3 c. de sopa de azeite virgem
-3 dentes de alho picados
-pimenta preta
-1 c. de chá de farinha
-60 ml de leite
-1 c. de sopa bem cheia de vinagre de cidra

Os peitos limpei-os de todas as gorduras (poucas, mas têm) e abri-os ao meio (estilo livro). Coloquei em cada peito a fatia de queijo, fechei os peitos com a ajuda de palitos. Temperei-os com flor de sal, colorau, pimenta cayenne e pimenta preta moída na hora (ter em atenção a primenta cayenne, quem não é muito apreciador de picantes, pois ela pica mesmo). Coloquei os peitos de frango no tabuleiro, e reguei com azeite virgem (2 c. de sopa por peito de frango). Levei o tabuleiro ao forno pré-aquecido a 180ºC até cozinharem (25 minutos) e alourarem, entretanto no meio da cozedura reguei com o molho que se formou.

Entretanto cozi as batatas descascadas em água e sal marinho. Quando cozidas ecoei, e com o esmagador de batatas esmaguei, temperei com a pimenta preta moída na hora, e reguei com o azeite extra virgem, envolvi muito bem até o puré ficar com uma textura sedosa.

Cozi os espinafres em água e sal marinho, ao fim de poucos minutos ecoei espremi, para sair a água toda ou quase toda. Reservei. Numa frigideira coloquei os dentes de alho picados e o azeite virgem, deixei só harmonizar sabor (o início de ouvir estalar os alhos) sem nunca os deixar alourar, juntei os espinafres reservados e envolvi muito bem ao lume, polvilhei a farinha e envolvi, deixei cozinhar a mesma e juntei o leite que envolvi energicamente, quando estava tudo bem envolvido e vi que já não havia vestígios de farinha nem leite, adicionei o vinagre e  envolvi muito bem de novo, temperei com pimenta preta moída na hora. Se acharem que precisam de rectificar o sal ao vosso gosto, façam-no, para mim, o sal de cozer os espinafres é mais que suficiente.

Nota: Eu para ver se o frango está cozinhado, costumo espetar uma faca, se não sair liquido, está cozinhado. Eu utilizei queijo da Serra, mas utilizem o que preferirem. Agora sobre o puré de batata doce, sei que há pessoas que fazem o puré como o outro de batata normal, com manteiga e leite. Nunca fiz assim, a batata doce não é «gomosa» como a batata normal, daí eu só utilizar um excelente azeite para temperar e fazer a liga. Mas, já sabem cada um faz como preferirem. Agora sobre o esparregado, fiz com o espinafre (folhas) congelado, que tenho sempre congelado, quando perto de mim não há espinafres e estou sem apetite de agarrar o carro gosto bastante deste.  Tenho recebido alguns emails por causa do azeite, a querem saber qual o que utilizo: é assim: para comer em cru utilizo sempre o extra virgem, para cozinhar utilizo o virgem.

"Difícil é ganhar um amigo em uma hora; fácil é ofendê-lo em um minuto."

(Provérbio Chinês)

terça-feira, novembro 29, 2016

BOLACHAS DE ISCHL





Uma receita que saltou do meu livro "As 100 Mais Famosas Sobremesas do Mundo" um livro que nunca me desfraldou, uma garantia (a receita sai sempre bem), acompanha-me desde 1998. A receita diz que é da  Áustria, uns bolinhos para acompanhar o chá, elaborados com ⇨massa de Linz⇦, a designação atribuída, em Viena, à massa quebrada com amêndoa. Eu alterei a receita, não utilizei o doce de framboesa para rechear. Fiz as bolachas simples em algumas cobri com o chocolate e polvilhei com o pistácios, outras ficaram mesmo sem cobertura. Vou colocar a receita como está no livro, a minha alteração foi só não rechear com o doce e unir as bolachas e depois cobrir com o chocolate e pistácios.



Para cerca de 40 bolachas de Ischl:
-200 g de manteiga à temperatura ambiente
-120 g de açúcar (usei amarelo)
-polpa ralada de 1 vagem de baunilha
-270 g de farinha Branca de Neve
-1 gema de ovo
-180 g de amêndoa raladas (ralei/moí com pele)

Para o recheio: ⇛não utilizei⇚
-150 g de doce de framboesas

Para cobertura e decoração
-250 g de chocolate preto (utilizei 100 g)
-50 g de pistácios


Bater a manteiga com o açúcar e a baunilha até obter uma massa cremosa. Junte e misture bem a gema de ovo. Adicione e misture as amêndoas e a farinha Branca de Neve [uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] até obter uma massa lisa. Envolva-a em papel-film e deixe repousar no frigorífico durante 3 horas (deixei 1 hora). Coloque a massa sobre a mesa de trabalho polvilhada com farinha e, com o rolo, tenda-a até obter uma camada com 3 a 4 mm de espessura. Corte quadradinhos e coloque em tabuleiros (forrei com papel-vegetal) e leve ao forno a 190ºC durante cerca de 12 minutos. Depois de arrefecidas barre as bolachinhas com o doce quente e peneirado (não usei). De seguida, una essas metades às outras. Dissolva a cobertura de chocolate e, de seguida, barre a superfície das bolachinhas. Espalhe os pedaços de pistácio por cima. Deixar secar.


Encontram-me no Instagram e Facebook aqui!


Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica
Sporting Clube de Portugal


segunda-feira, novembro 28, 2016

EMPADA DE CARNE E ERVILHAS COM CARIL




No dia do Workshop na Academia Vaqueiro a convite dos vinhos Cabeça de Toiro, um vinho com atitude. :)  Os convidados (nós) tinhamos que fazer os petiscos Portugueses, fez-se um sorteio e logo se vê qual o par e o que se vai cozinhar. A mim e à Manuela calhou-nos as empadas de frango. Quando soube que a Manuela é uma expert na matéria das empadas, fiquei tranquila. :) O meu apoio moral teve-o logo de início, depois foi começar. Fui a sua partner, ;)  sim, expert em empadas, só mesmo a Manuela que adorei conhecer. Em conjunto acho que fizemos equipa. Pelos comentários que se ouviu no jantar sobre as empadas. Foi um início e noite brutal. Acabou à meia noite, mas a vontade de acabar, era nenhuma. Bons petiscos excelentemente confeccionados pelas equipas e com o grande apoio de Chef Pedro Niny da Academia Vaqueiro  que nos passou excelentes dicas sempre tão importantes. A presença do enólogo Carlos Eduardo, não menos importante, não deixou nunca ninguém de copo vazio enquanto se cozinhava e depois jantava, com os excelentes vinhos Cabeça de Toiro. O jantar decorreu também na perfeição, com um convívio lindo de pessoas igualmente lindas. Adorei, venha o próximo. ;) Mas agora passamos à minha empada, que é o que vos interessa. Certo? Não, não fiz a massa da empada, o tempo que tinha era curto, resolvi comprar no Continente que abriu perto de minha casa. Comprei duas massas de empadas refrigeradas. Fiz uma empada de carne de porco e peru com ervilhas e caril. O que ficou brutal, dito pelo meu provador oficial (filho).


Ingredientes:
-2 massas de empada refrigeradas Continente
-350 g de carne de porco picada (picada na altura no talho)
-200 g de carne de peru picada (picada na altura no talho)
-400 g de ervilhas congeladas
-2 cenouras
-1 cebola picada
-2 dentes de alho picados
-1 folha de louro
-1 ramo de salsa grosseiramente picado
-sal marinho
-1 c. de chá de caril
-1 c. chá de gengibre ralado na hora
-pimenta preta moída na hora
-azeite
-1 c. de sobremesa de farinha Branca de Neve
-50 ml de água de cozer as ervilhas
-1 gema de ovo


Comecei por fazer o recheio. Primeiro cozi as ervilhas com água e sal marinho. Quando cozidas, coei e reservei a água de cozer as ditas. Num tacho coloquei a cebola, alho, cenouras cortadas em cubinhos, louro e reguei com azeite, o suficiente para cozinhar a cebola, deixei cozinhar até a cebola ficar translúcida, nessa altura juntei as carnes (misturadas) e envolvi muito bem, adicionei um pouco da água de cozer as ervilhas (50 ml), adicionei o caril, gengibre, pimenta preta moída na hora, salsa e temperei com umas pedras de sal marinho (pouco, em questão a água de cozer as ervilhas já ter sal), envolvi muito bem e deixei cozinhar a carne sempre em lume brando. Quando a carne estava cozinhada, polvilhei com farinha Branca de Neve,[uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] envolvi muito bem e fui adicionando uns borrifos com a água de cozer as ervilhas, fui envolvendo e adicionando a farinha, água até fazer "quase" o molho béchamel. Envolvi bem rectifiquei temperos e deixei arrefecer o recheio da empada. Entretanto untei com manteiga uma forma de mola, e forrei com uma massa refrigerada do Continente,[uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands]. Coloquei o recheio e com a outra massa fiz a tampa (uma rodela do tamanho da forma, que já tinha cortado anteriormente). Tapei a empada com a tampa uni as pontas mais ou menos como vi a Manuela fazer com tanta rapidez e prática, eu levo mais tempo, e não ficou perfeito. ;) Pincelei o topo com a gema de ovo e água misturada. Levei ao forno pré-aquecido a 180ºC à volta de 50 minutos o tempo de a massa ficar estaladiça e dourada.

Nota: Sei que fazer a massa das empadas/empada não há melhor, mas podem crer que sem trabalho de misturar, amassar e depois esticar, quando estamos sem tempo, estas massas refrigeradas são do melhor. :)

Encontram-me no Instagram e Facebook aqui!


Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica
Sporting Clube de Portugal


sexta-feira, novembro 25, 2016

BOLINHOS CROCANTES DE CHOCOLATE





Uns bolinhos que não necessita de forno, daqueles que não dão trabalho. Esta receita saltou desta ⇨pérola.⇦ Já tinha feito estas ⇨barras⇦ com arroz tufado que também não precisa de forno. Vamos à receita.


Ingredientes:
-175 g de manteiga
-175 g de chocolate (usei Valrhona)
-175 ml de mel
-175 g de arroz tufado


Derreti a manteiga, o chocolate e o mel em banho-maria. Mexi bem. Numa tigela tinha o arroz tufado, juntei o creme e envolvi muito bem. Deitei a mistura em formas de papel. Deixar repousar 8 horas. Deu 24.

Estou aqui no Instagram e Facebook!

"Quando eu deixei de olhar tão ansiosamente para o que me faltava e passei a olhar com gentileza para o que eu tinha, descobri que, de verdade, há muito mais a agradecer do que a pedir."

(Ana Jácomo)


PETISCOS PORTUGUESES /CABEÇA DE TOIRO





Dia 22 fui a um Workshop de Petiscos Portugueses, na Academia Vaqueiro, pelo Chef Pedro Niny, e com a presença do enólogo Carlos Eduardo. Ouve oportunidade de conhecer e provar alguns excelentes vinhos | Cabeça de Toiro . Muito obrigada pelo convite.








quinta-feira, novembro 24, 2016

BOLO DE CHOCOLATE






Bolos há muitos no blog e de chocolate já perdi a conta e não estou de apetites de estar a contar os ditos. Chocolate? Todos que me seguem sabem que eu e filhos somos "amantes" por tal iguaria desde sempre, desde que me conheço. É bom, claro se for de qualidade, tanto para comer só como iguaria ou em sobremesas, eu prefiro sempre a qualidade à quantidade. Há muitos anos atrás eu comprava sempre quando ia de férias a Barcelona os chocolates Cacao Sampaka, depois abriu em Portugal nas Amoreiras uma loja Cacao Sampaka, mas para muita pena minha e os restantes apreciadores deste chocolate, a loja em Portugal fechou em Novembro de 2014, tive que me voltar para outra marca, que no caso foi Valrhona, e quando tenho falta compro a marca Lindt, que também gosto, e qualquer deles tem variedades com vários graus de cacau. Mas cada um usa a marca que preferir. Não estou aqui a fazer publicidade às marcas de chocolate (se estou? É gratuitamente) só partilho com as minhas seguidoras ou seguidores o que uso e gosto, ok? Agora vamos à receita. :)



Ingredientes:
-8 ovos
-250 g de chocolate preto (já sabem o que eu uso, usem o que preferirem)
-200 g de açúcar (usei amarelo)
-30 g de farinha Branca de Neve
-200 g de manteiga (usei com sal)


Derreti o chocolate com a manteiga em banho-maria. Bati as gemas com o açúcar, até obter uma mistura fofa, acrescentei o chocolate derretido com a manteiga e envolvi muito bem. Adicionei a farinha Branca de Neve [uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] e envolvi e por fim as claras em castelo firme, envolver só sem nunca bater. Deitei a mistura numa forma untada e polvilhada com cacau, que levei ao forno pré-aquecido a 180ºC, durante 25 minutos (o bolo fica húmido). Retirei do forno e deixei esfriar um pouco antes de desenformar.

Encontram-me no Instagram e Facebook aqui!


Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica
Sporting Clube de Portugal


quarta-feira, novembro 23, 2016

SHORTBREAD DE ALFAZEMA




Sim, outros Shortbreads :) agora com sabor a alfazema. São uns biscoitos brutais de uma simplicidade que doí como eu sempre disse e digo. O cheiro que deixou na minha casa, foi de outra dimensão. Os sabores podem alterar, ao vosso gosto, usem a vossa imaginação.


Ingredientes:
-175 g de manteiga à temperatura ambiente
-50 g de açúcar em pó
-1 gema de ovo pequena
-375 de farinha (usei farinha integral)
-1/4 de fermento em pó
-1 c. de sopa de flores de alfazema secas e picadas no processador.
-1 c. de chá de baunilha


Bati a manteiga com o açúcar em pó numa tigela até ficar leve e fofo. Juntei a gema e a baunilha sem nunca deixar de bater. Peneirei a farinha e fermento e continuei a bater adicionei a alfazema picada, (fica um granulado grosso) nessa altura com a ajuda das mãos amassei a massa até ficar macia. Moldei pequenos pedaços em bolas, coloquei em tabuleiros forrados com papel vegetal espaçadas entre si, e achatei-as ligeiramente com a palma da mão. Levei ao forno pré-aquecido durante 15 minutos (ficarem firmes ao toque e ligeiramente douradas). Entretanto num tabuleiro peneirei o dito com açúcar em pó. Deixei arrefecer durante 3 minutos os shortbread. Depois coloquei os shortbread no tabuleiro numa única camada (polvilhado previamente com açúcar em pó), e deixei arrefecer). Polvilhei por cima com mais açúcar em pó. Deu 30 biscoitos.

Notas: Vem aí o Natal quem por hábito gosta de oferecer biscoitos, estes podem ser um deles.

Encontram-me no Instagram e Facebook aqui!

"Aprendi com as primaveras a deixar-me cortar e a voltar sempre inteira."

(Cecília Meireles)

terça-feira, novembro 22, 2016

BOLACHAS DE CHOCOLATE





Mais umas bolachas de chocolate. Chocolate nunca é demais cá em casa, pode ser de menos, agora de mais nunca.:) Muito já tenho dito/escrito aqui no blog, as caixas das bolachas/biscoitos/cookies, têm que ter sempre recheio. O ter e ser só para a foto, não se enquadra em nada na minha maneira de ser e estar na vida. Como estamos a chegar ao Natal, uma quadra que eu amava, mas desde a partida dos meus pais, é uma quadra muito triste, pois tenho duas cadeira vazias na minha mesa. Nunca passei um Natal sem os meus pais, sempre passei a quadra com eles e depois de casada, era na minha casa. Mas sei que fisicamente não estão, mas continuam sempre comigo. Mas vamos ao que eu estava a escrever sobre o Natal, estas bolachas são excelentes para aquelas pessoas que gostam de oferecer presentes personalizados, gostam de fazer os seus próprios presentes, esta receita dá 30 bolachas, e aguentam muito tempo, colocarem num frasco, caixa ou o que preferirem, colocarem um laço, é um bonito presente. Além que transporta o mais bonito e digno sentimento AMOR. Vamos à receita.


Ingredientes:
-120 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
-180 g de açúcar amarelo
-1 ovo grande
-2 c. de chá de essência de baunilha
-270 g de farinha Branca de Neve
-20 g de cacau
-1 c. de chá de bicarbonato de sódio
-1 pitada de sal
-100 g de chocolate preto (usei Valrhona) derretido em banho-maria (com 1 c. de sopa de manteiga retirada às 120 g)

Bati a manteiga e o açúcar, até ficar uma mistura fofa. Adicionei o ovo batido com a baunilha e bati bem, sem deixar de bater adicionei o chocolate derretido em banho-maria, sempre a bater adicionei a farinha Branca de Neve,[uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] o cacau em pó, o bicarbonato de sódio e o sal, envolvi muito bem a mistura. Deitei colheradas de sopa de massa espaçadas entre si, em tabuleiros forrados com papel vegetal. Levei os tabuleiros ao forno pré-aquecido a 180ºC à volta de 15 minutos. Deixar arrefecer as bolachas nos tabuleiros durante 10 minutos ao fim desse tempo transfere as bolachas para redes, até arrefecer completamente.

Encontram-me no Instagram e Facebook aqui!


Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica