sexta-feira, Outubro 24, 2014

SERICAIA




Uma sobremesa típica Alentejana. Saltou deste livro com as tradicionais receitas conventuais, onde somos um Pais tão rico.
 
Ingredientes:
-12 ovos
-500 g de açúcar
-1 L de leite
-125 g de farinha
-1 limão
-1 pau de canela


Separei as gemas das claras. Bati as gemas com o açúcar. Dissolvi a farinha, pouco a pouco no leite. Levei a lume brando, e sem parar de mexer, adicionei o preparado anterior, o pau de canela e a casca de limão. Quando obtive um creme homogéneo, retirei do lume e deixei arrefecer. Tirei o casca de limão e o pau de canela. Entretanto envolvi as claras batidas em castelo devagar. Deitei o preparado em tigelas de barro e polvilhei com canela. Levei ao forno a 200ºC até ficar dourado.


Notas: Além da casca de limão inteira, também juntei casca ralado de limão. É para servir num prato/travessa de barro, eu preferi fazer individual e o restante coloquei num prato fundo de barro. Só fiz metade da receita.
 
"Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
acreditar nos sonhos que se têem
ou que os seus planos nunca vão dar certo
ou que você nunca vais ser alguém..."

(Renato Russo)

quinta-feira, Outubro 23, 2014

CHUTNEY DE COENTROS


Fiz este chutney que serviu para acompanhar um entrecosto (piano) grelhado. Receita saltou daqui. Vamos ver como fiz.



Ingredientes:
-400 ml de iogurte natural
-1 ramo de coentros (só as folhas)
-2 a 3 dentes de alho
-1/2 pedaço de gengibre do tamanho de um polegar
-2 malaguetas verdes sem sementes
-sumo de 1/2 lima
-sal marinho

Coloquei todos os ingredientes no liquidificador e triturei tudo até obter um puré cremoso. Conserva-se em recipiente hermético durante 2 a 3 dias. (Verdade, ainda utilizei mais dois dias em carnes greladas e estava excelente).

"Se não consegues ver a boniteza que a vida lhe propõe... vire a página e tenha a certeza que a VIDA irá te surpreender!"
 
(Adriana Araújo Leal)

quarta-feira, Outubro 22, 2014

BISCOITOS DE CHOCOLATE


Já sabem, todas as semanas faço duas receitas de biscoitos, cookies ou bolachas para  o filho ter na sua casa. Daí o Cozinhar com os Anjos estar tão "fértil" de receitas dos mesmos. :) Segue para bingo (receita).


Esta receita saltou desta grande pérola, só não utilizei as nozes, pois os biscoitos foram para o filho, e há alturas que ele não pode comer ananás ou nozes, pois fica com aftas, e estava numa dessas alturas. Vamos então à receita eu vou passar tal e qual está no livro, mas já sabem não utilizei as nozes que pede a receita. Uma receita que estava em rascunho há um tempinho.:) Eu tenho que fazer uma pausa na cozinha, pois o que tenho em rascunho dava para alimentar o blog pelo menos 1 mês no mínimo.


Ingredientes:

-175 g de chocolate cortado
-60 g de margarina (usei manteiga sem sal)
-175 g de farinha
-3/4 de c. de (chá) de fermento em pó
-1 pitada de sal
-2 ovos grandes
-150 g de açúcar
-1 c. de (chá) de extrato de baunilha
-125 g de nozes aos bocados (não usei)
-60 g de açúcar em pó

Preparação:

Derreti o chocolate com a manteiga em banho-maria. Retirei do lume e deixei arrefecer um pouco. Numa tigela, juntei a farinha, o fermento em pó e sal. Noutra tigela bati os ovos com o açúcar com a batedeira durante 2 minutos o tempo da mistura ficar esbranquiçada. Reduzir a velocidade e juntar o chocolate derretido e a baunilha. Adicionei a mistura dos secos e continuei a bater até ficar tudo bem envolvido, depois juntar as nozes (não juntei). Levei a tigela ao frigorífico durante duas horas. Pré-aquecer o forno a 160ºC. Forrei os tabuleiros com papel vegetal. Coloquei o açúcar em pó numa tigela. Fiz bolinhas com a massa, e passei pelo açúcar em pó rolando. Coloquei nos tabuleiros e pressionei os biscoitos com o dedo. Levei os tabuleiros ao forno durantes 12-15 minutos até as beiras estarem firmes mas o centro ainda mole. Deixei arrefecer um pouco nos tabuleiros depois transferi para as redes para arrefecerem completamente.

Nota: Estes biscoitos mesmo depois de estar no frigorífico a massa fica mole, não se preocupem é assim mesmo. Eu para fazer os biscoitos utilizei uma colher de sobremesa para retirar a massa, e colocava a mesma na tigela com o açúcar em pó, aí sim com as mãos dei-lhe a forma bola, é mesmo o açúcar em pó que ajuda a moldar, sem ficarmos com a massa agarrada às mãos. Deixem um espaço entre os biscoitos pois ao cozerem alastram bastante. Deu 40 biscoitos.

"A vida já é curta, mas nós tornamo-la ainda mais curta, desperdiçando tempo."
 
(Victor Hugo)

terça-feira, Outubro 21, 2014

BIFANAS EM VINHA D`ALHOS EM BOLO DO CACO




Como já disse aqui, bolo do caco passou a ser visita na minha casa. Neste dia, que fui ver Jorge Palma, comi na feira de Corroios bifanas em vinha d`alhos em bolo do caco. Só que o bolo de caco era todo barrado com manteiga de alhos como tenho a receita aqui. Em casa não fiz com a manteiga.


Cortei bifanas em tiras, temperei com sal marinho, pimenta-preta moída na altura, folha de louro, vinho branco e 1 c. de sopa de vinagre. Deixei no tempero 4 horas. Ao fim desse tempo fritei a carne com 1 c. de sopa de banha, quando estava, juntei o liquido reservado da vinha d`alhos e deixei harmonizar sabores e reduzir. O bolo do caco aberto e aquecido na chapa, reguei com um pouco de molho e coloquei a carne e coloquei a outra parte do bolo do caco. Servi com batatas doces fritas em óleo de amendoim.

Notas: Bolo do Caco alem do Continente, também se vende no Jumbo do Fórum Almada, na zona da padaria. Se quiserem quantidades ou para congelar e terem sempre o mesmo em casa, peçam no balcão do pão. Se tiverem a sorte que eu tive e serem atendidos por uma funcionária 5*, perguntei se o pão dava para congelar ao qual me disse logo que não, pois tinha sido descongelado, não convinha ser de novo congelado. Podia era arranjar-me congelados ok, fixe. :) E eu que pensava que o bolo do caco era feito na padaria do Jumbo. :) Tansinha (eu).

"Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
acreditar nos sonhos que se têem
ou que os seus planos nunca vão dar certo
ou que você nunca vais ser alguém..."
 
(Renato Russo)

MISSÃO SORRISO, EM PARCERIA COM A CRUZ VERMELHA PORTUGUESA, PROMOVE CAMPANHA DE RECOLHA DE ALIMENTOS


Nos próximos dias 24, 25 e 26 de outubro, sexta-feira, sábado e domingo, a Missão Sorriso, programa de responsabilidade social do Continente, vai realizar a segunda campanha de Recolha de Alimentos de 2014, em 317 lojas Continente e Meu Super do país, em parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa.

 Durante os três dias, voluntários da Cruz Vermelha Portuguesa, da SONAE e de parceiros vão  participar na recolha dos alimentos e convidar todos os portugueses a aderir a esta causa, contribuindo com produtos como leite, papas lácteas para bebé, arroz, massa, enlatados diversos, açúcar, cereais, entre outros bens essenciais.

 Os donativos serão posteriormente distribuídos por famílias carenciadas, identificadas pelas cerca de 100 Delegações da Cruz Vermelha Portuguesa, de acordo com as necessidades mais urgentes de cada localidade, a nível nacional. Esta é mais uma iniciativa da Missão Sorriso, que irá ajudar a suprimir as necessidades básicas de muitas famílias portuguesas que procuram apoio junto da Cruz Vermelha Portuguesa.

 Recorde-se que a primeira Recolha de Alimentos de 2014, realizada em abril, permitiu angariar o equivalente a 300 mil refeições que ajudaram muitas famílias em situação de carência alimentar.

 A Missão Sorriso agradece a todos os portugueses que têm ajudado na luta contra a fome, e convida, uma vez mais, a contribuírem para levar uma mão cheia de sorrisos a quem mais precisa.

segunda-feira, Outubro 20, 2014

MARMELADA BRANCA DE ODIVELAS



Estamos na altura do marmelo e de fazer marmelada. Sou sincera, nunca foi muito dos meus "dreams". Mas sempre fiz, o meu saudoso pai gostava, então eu fazia sempre para levar. O meu filho quando era mais novo até gostava com pão e queijo (nunca só a marmelada). Há uma semana mais ou menos ouvi falar da marmelada branca. Fui pesquisar e dei com a receita da marmelada branca de Odivelas, e que não é mais que um doce conventual. Pois a tradicional marmelada o açúcar é sempre o peso da fruta, aqui nesta receita é o dobro. O açúcar depois dos quadrados secos (se possível ao sol, venha ele) é que faz com que a marmelada fique mais branca e seca.


A receita retirei daqui: Se quiserem saber a história da marmelada de Odivelas, abram o link ok?


"Vão-se esbrugando os marmelos e deitando-os em água fria. Põe-se a ferver em lume brando, estando bem cozidos se passam por peneira. Para 1kg de massa 2kg de açúcar em ponto alto de sorte que deitando uma pinga n´agua coalhe; tira-se o tacho do lume e se lhe deita a massa muito bem desfeita com a colher, torna ao lume até levantar empolas. Tira-se para fora e se bate até esfriar, para se pôr em pratos a secar."

Vamos ver como fiz: Comprei só 800 g de marmelos (casca verde). Depois de descascados e retirar os caroços fiquei com 400 g de marmelos, mais que suficiente para fazer a experiencia. Quando estava a fazer, vi que a maneira é igual à receita do Alexandre, só difere a quantidade do açúcar e recipiente onde se coloca


Ingredientes:

-400 g de marmelos descascados e sem caroços
-800 g de açúcar
-200 ml de água de cozer os marmelos (coada)

Cortei os marmelos em quartos e coloquei-os numa tigela com água fria. Fui descascando os quartos da fruta e retirando o caroço, mas colocava de novo dentro da tigela de água fria. Passei-os por várias águas e coloquei a fruta num tacho cobertos com água fria. Levei o tacho a lume brando até a fruta estar bem cozida. Quando a fruta estava cozinhada reservei 200 ml da água. Passei a fruta por uma peneira com a ajuda de um garfo (parte mais chata). Coloquei de novo o tacho ao lume com o açúcar e a água reservada e deixei ferver até encontrar o ponto de pérola. Nessa altura juntei o polme da fruta passada pela peneira e reservada, envolvi muito bem com a vara de arames. Fui sempre mexendo até começar a ferver de novo. Retirei o tacho do lume e com a vara de arames fui batendo a marmelada, convém até a mistura estar fria. Deitei a mistura num tabuleiro de pyrex quadrado previamente esterilizado. Deixei de um dia para o outro. Na banca da cozinha coloquei uma folha de papel vegetal e virei o pyrex com a marmelada. Cortei quadrados (mais ou menos) e coloquei-os em papel vegetal. Agora é esperar, o tal do Verão (sol) que dizem que vem, para secar. :) Deu 32 quadrados.

Notas: O Natal está quase à porta, que tal pensarem em começar a fazer os vossos presentes personalizados. Estes quadrados de marmelada branca de Odivelas, um doce conventual, depois de secos colocados em caixinhas ou embrulhados em papel vegetal e depois em celofane e dentro de um cesto escolhido por vocês, fica interessante. É só uma ideia ok?

"Todos são Arquitectos do destino, vivendo nestas paredes de tempo, então não se lamente pelo passado. Ele não voltará de novo."

(Henry Wadsworth Longfellow)

sexta-feira, Outubro 17, 2014

PETIT GATÊU #DESAFIO "A GELATERIA EM SUA CASA" CARTE D´OR"


Estive indecisa nos dois sabores de gelado neste dia. Então resolvi fazer nova sobremesa para ligar com o sabor Affogati.

Petit Gatêu é daquelas sobremesas de se comer ajoelhada, principalmente para "amantes" de chocolate. O quente do chocolate com o frio do gelado, é brutal. Escolhi o sabor de Affogati (pistacchio e vaniglia affogato al pistacchio) da Carte D´Or.



INGREDIENTES:
-200 gr de chocolate em tablete (usei Cacao Sampaka)
-160 gr de manteiga
-2 clh de sopa de açúcar
-2 ovos inteiros
-2 gemas
-2 clh de sopa de farinha

Derreto o chocolate com a manteiga no micro-ondas...Numa tigela misturo os ovos, com as gemas, o açúcar e a farinha. Bati à mão com uma vara de arames. Juntei o chocolate derretido e envolvi bem.

 Deitei a massa nas formas de silicone, não enchi até cima. Coloquei no forno pré-aquecido a 200ºC,  até abrir uma racha no topo de cada bolinho. Mais ou menos 10 a 11 minutos. Retirei do forno. Retirei das formas e servi com o gelado escolhido.

Nota: não pode ficar mais tempo no forno, porque o bolinho por dentro fica uma mousse e se deixar ele acaba de cozinhar... o segredo do Petit Gatêau está na precisão da cozedura do mesmo.

quinta-feira, Outubro 16, 2014

BARRAS DE ARROZ TUFFADO E MARSHMALLOWS # DESAFIO "A GELATERIA EM SUA CASA" CARTE D´OR




Recebi um e-mail de Carte D´Or a convidarem para um desafio. Desafio aceite. Passado uns dias recebi em casa umas formas de queques de silicone. Fazer uma sobremesa, onde entrasse as formas mas quem reinava seria mesmo o gelado Carte D´Or sabor à minha escolha. Neste dia resolvi colocar a mistura numa forma de queque das que me tinham enviado e cobrir com ganache de chocolate. Escolhi o gelado da Carte D´Or com sabor Façon Glacier (vanille & noix de pécan) que achei que ligava na perfeição. Não me enganei.



Ingredientes:
-3 Colheres de sopa de manteiga
-40 Marshmallows grandes
-6 chávenas de Rice Krispies


1.Numa panela grande derreter a manteiga e juntar os marshmallows. Vá
   mexendo até estarem completamente derretidos (em creme).  Retirar do
   lume.

 2.Juntar os Rice Krispies e mexer até estarem completamente cobertos
    com o creme.

 3.Untar com óleo um tabuleiro retangular e com uma espátula untada com
    manteiga, vá colocando a massa e comprima por forma a ficar compacta.
    Deixe arrefecer completamente.

4.Corte em quadrados .

5.Opcional:  Quando acabar de colocar a massa no tabuleiro, pode cobrir
      com ganache.

quarta-feira, Outubro 15, 2014

BARRAS DE ARROZ TUFFADO E MARSHMALLOWS



 
Esta receita foi a minha amiga Manuela que me passou. Umas barritas que nunca faltam nas festas das crianças no Canadá. Simples de se fazer. Untei o tabuleiro do forno. Deu 52 barras. Metade do tabuleiro cobri com ganache.



Ingredientes:
-3 Colheres de sopa de manteiga
-40 Marshmallows grandes
-6 chávenas de Rice Krispies



1.Numa panela grande derreter a manteiga e juntar os marshmallows. Vá
   mexendo até estarem completamente derretidos (em creme).  Retirar do
   lume.

 2.Juntar os Rice Krispies e mexer até estarem completamente cobertos
    com o creme.

 3.Untar com óleo um tabuleiro retangular e com uma espátula untada com
    manteiga, vá colocando a massa e comprima por forma a ficar compacta.
    Deixe arrefecer completamente.

4.Corte em quadrados .

5.Opcional:  Quando acabar de colocar a massa no tabuleiro, pode cobrir
      com ganache.

O fraco jamais perdoa: o perdão é uma das características do forte.

(Mahatma Gandhi)


terça-feira, Outubro 14, 2014

CAMBRIDGE CREAM DE CHOCOLATE



Esta receita saltou daqui.  Crème brûlée adoro. Quando li a receita com chocolate, fiquei logo com o palato aos saltos. :)



O Cambridge Cream é muito parecido com o crème brûlée. Pode duplicar ou triplicar a receita se for preciso.

Jamie Oliver


Ingredientes:
-3 vagens de baunilha
-200 ml de leite
-375 ml de natas
-8 gemas
-70 g de açúcar
-1 c. de chá cheia de cacau em pó
-100 g de chocolate preto de boa qualidade

 
Passe a faca ao longo das vagens de baunilha e raspe as sementes, depois pique as vagens. Ponha-as com as sementes num tacho com o leite e natas. Leve ao lume e ferva durante 5 minutos para ganhar o sabor. Coe. Num tacho bata as gemas com o açúcar e cacau até estar bem envolvido. Junte a mistura do leite em fio e vá sempre batendo com a vara de arames. Leve o tacho ao lume em banho-maria sempre a mexer  até começar a ferver. Num tabuleiro coloquei as taças com o fundo coberto com o chocolate que ralei grosseiramente (100 g). Deitei a mistura e juntei água no tabuleiro. Levei ao forno pré-aquecido a 150º C, durante 35 minutos só até a mistura prender. Não deixe o creme cozer demais. Cada qual sabe do seu forno ok? Polvilhei com açúcar moreno e com o maçarico queimei. O meu provador oficial (filho) disse: brutal.

"Se você conta com alguém que tem menos qualidades que você, isso levará à sua degeneração. Se você conta com alguém com qualidades iguais às suas, você permanece onde está.
Somente quando conta com alguém cujas qualidades são superiores às suas é que você atinge uma condição sublime."
 
(Dalai Lama)

segunda-feira, Outubro 13, 2014

CARIL DE ALABOTE


Esta receita saltou daqui. O Jamie diz: O meu caril preferido. Ok, acredito, pois o meu filho sendo um grande apreciador de caril, achou brutal. Vamos lá à receita.


Ingredientes:
-5 c. de sopa de óleo vegetal
-2 c. de sopa de sementes de mostarda
-1 c. de chá de sementes de feno-grego
-3 malaguetas verdes frescas, sem sementes e finamente picadas
-1 mão-cheia de folhas de caril
-2 pedaços de raiz de gengibre do tamanho de um polegar grosseiramente picado
-1 c. de chá de piripiri em pó
-1 c. de chá de açafrão-da-índia
-6 tomates picados (1,2,3)
-3 cebolas picadas (1,2,3)
-1 lata de leite de coco 400 ml
-sal marinho q.b.
-*1 c. de sopa de tamarindo


Notas: Juntei filetes de alabote. Mas podem fazer com galinha, frango ou vegetariana, fica ao vosso gosto. A base é a mesma. Só se junta *tamarindo se fizerem com peixe como eu fiz ok? Se for de galinha ou legumes não juntem.

Primeiro: preparei e separei as quantidades dos ingredientes. Depois é fazer o que é rápido.

Aqueci o óleo numa frigideira (grande). Quando começa a ficar quente juntei as sementes de mostarda. Esperei até começarem a saltar (palermitas a sujarem-me o fogão e não só) :). Nessa altura juntei as sementes de feno-grego, as malaguetas frescas, as folhas de caril e gengibre. Refoguei mexendo, durante alguns minutos. Juntei a cebola picada na 1,2,3, salteei durante 5 minutos até a cebola ficar translúcida. Juntei o piripiri e o açafrão-da-índia. Juntei os tomates picados (1,2,3) e deixei cozinhar uns minutos (envolvi). Juntei o leite de coco envolvi muito bem, quando começou a ferver juntei o tamarindo e envolvi. Nessa altura coloquei os filetes do alabote cortados e deixei cozinhar que como sabem é rápido. Servi acompanhado com arroz basmati

P.S. Para a versão galinha/frango salteie as tiras de galinha e sementes de coentros até ganharem cor, depois junte ao molho de caril e deixe cozinhar durante 10 minutos. Para a versão vegetariana, acrescente todos os legumes no molho no início quando junta as cebolas. Continuando a cozinhar normalmente até todos os legumes estarem tenros.

Filetes de alabote: É um peixe do mar da Noruega. O alabote é um peixe branco, muito rico em proteínas, e contém pouca gordura. É também rico em fósforo, potássio, iodo, cálcio e vitaminas do grupo B.

"O homem comum fala, o sábio escuta, o tolo discute."
 
(Sabedoria Oriental)



sexta-feira, Outubro 10, 2014

BOLACHAS DE CHOCOLATE E NUTELLA




Mais uma receita que saltou deste canto delicioso. O meu provador oficial (filho) disse: brutal.



Ingredientes:
-200 gramas de chocolate
-200 gramas de Nutella
-150 gramas de açúcar amarelo
-100 gramas de açúcar branco
-100 gramas de manteiga
-170 gramas de farinha
-2 ovos
-50 gramas de cacau em pó
-uma pitada de sal
-1 colher de chá de bicarbonato de sódio


 
Bater a manteiga e os açúcares até se obter um creme. Juntar os ovos um a um e bater entre cada adição. Cortar o chocolate em pequenas lascas. Juntar os ingredientes secos e envolver bem. Juntar a Nutella bater com a batedeira na velocidade mínima. Colocar o chocolate e envolver com a espátula. Colocar uma folha de papel vegetal num tabuleiro. Com uma colher de gelado retirar um pouco do creme e colocar no tabuleiro. Deixar algum espaço entre as bolachas pois crescem bastante.
Levar ao forno por 10/15 minutos a 180º.


Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
 
(Gabriel García Márquez)

quarta-feira, Outubro 08, 2014

PICKLES DE LIMÃO

 
Esta receita saltou do livro Dias Felizes com Jamie Oliver.


Ingredientes:
-2 c. de chá de sementes de mostarda
-2 c. de sopa de azeite
-1 mão-cheia pequena de folhas de caril
-1 c. de chá de urad dhal (não usei)
-1 c. de chá de piripiri em pó
-4 c. de sopa de vinagre de vinho branco
-2 limões lavados, sem caroços e cortados em pedaços


Fritei as sementes de mostarda no azeite quente. Quando começam a saltar, juntei as folhas de caril. (Se usar o urad dhal é nesta altura que junta). Reduzi o lume e juntei o piripiri, fritei até ganhar cor e, juntei o vinagre. Adicionei o limão envolvi muito bem. Tirei do lume e deixei arrefecer. Conserva-se no frigorífico.

"Não é amigo aquele que alardeia a amizade: é traficante; a amizade sente-se, não se diz..."
 
(Machado de Assis)