segunda-feira, julho 03, 2017

FÉRIAS COM UMAS SANDES DE MAÇÃ :)



O Cozinhar com os Anjos vai de Férias, vou estar ausente do blog, mas não do👉Instagram nem 👉Facebook. Se precisarem de algo que eu saiba e possa ajudar, já sabem, estou à disposição. Agora desejo aos meus seguidores (também para os que passam em silêncio), um Verão com tranquilidade e serenidade, pois com esses ingredientes conseguimos o resto para termos "quase" tudo. Mas como já vai sendo costume, deixo uma imagem que vale por mil palavras. Assim como deixei esta 👉aqui e👉 esta!😉

Hoje deixo umas sandes de maçã que recheie com manteiga de amendoim e com amendoins torrados grosseiramente picados envolvidos. Simples e delicioso.😋

"Viva de modo que tuas atitudes falem tão alto que não seja necessário que tu digas palavra alguma!"


(Augusto Branco)

sexta-feira, junho 30, 2017

BOLO COSTA RICA [APROVEITAMENTO DE CLARAS]







Quem me segue, sabe que tenho sempre claras congeladas, aliás no início do blog (quase 10 anos) dei logo essa dica. Agora com as "modas" até já há claras em pacotes, mas antes não havia, e eu deitar fora, nunca foi a minha maneira de estar na vida, então aprendi a congelar as ditas e podem crer que já lá vai muitos anos, mais de 40 anos, é uma eternidade.😄 Quando começa as caixas de claras a acumular, resolvo logo pesquisar na minha Bíblia da Pantagruel algo para fazer. O caso deste bolo delicioso. Tenho👉aqui imensas receitas de aproveitamentos de claras.


Ingredientes:
-150 g de nozes
-150 g de farinha Branca de Neve
-250 g de açúcar (utilizei 200 g de açúcar amarelo)
-125 g de manteiga
-1 ovo
-12 claras de ovos
-2 c. de chá de fermento em pó
-açúcar em pó q.b.


Bate-se a manteiga amolecida em banho-maria com o açúcar e o ovo. Juntam-se 100 g de nozes passadas pelo processador mexe-se e incorpora-se depois aos poucos, a farinha peneirada Branca de Neve [uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] com o fermento, batendo sempre. Envolve-se levemente nas claras em castelos bem firme, deita-se em forma untada e polvilhada com pão ralado, espalham-se por cima as restantes nozes picadas grosseiramente e levei a forma ao forno pré-aquecido a 180ºC, até cozer (teste do palito). Depois de frio polvilhar com açúcar em pó.




Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica

quarta-feira, junho 28, 2017

BRULÉE DE COGUMELOS





Esta entrada é by Chef Pedro Sommer, que foi feita e degustada neste👉 dia delicioso. Um Brulée de cogumelos com as natas Parmalat zerO% lactose.


Ingredientes:
-200 g de cogumelos
-2 dl de natas Parmalat Culinária zerO% lactose
-2 gemas
-1 c. de sopa de ervas picadas (utilizei coentros e cebolinho)
-2 c. de sopa de azeite
-sal marinho q.b.
-pimenta preta moída na altura q.b.


1.Corte os cogumelos e salteie numa caçarola com azeite. Junte as natas, envolva e deixe cozinhar.
2.Adicione as gemas, as ervas aromáticas, tempere com sal marinho e pimenta e triture tudo.
3. Coloque em tacinhas e leve ao forno cerca de 10 minutos a 180ºC, em forno pré-aquecido.
4. Sirva com tostinhas.

P.S. Na foto a tigela não está mexida, foi uma das entradas para um almoço, e eu queria que estivesse perfeito, mas como deu duas tigelas o que está na foto na cenoura e pepino foi retirado da outra tigela.😂 Ter que agradar "a Gregos e Troianos" dá trabalho e jogo de cintura.😎

Estou no Instagram e Facebook aqui!🙋

"Se você quer um pedacinho do Paraíso, acredite em Deus.
Mas se você quer conquistar o mundo, acredite em você
porque Deus já te deu tudo o que você precisa
para você vencer."


(Augusto Branco)

segunda-feira, junho 26, 2017

FOLHADOS COM FARINHEIRA, AMEIXAS E QUEIJO DE CABRA




Estes folhados, serviram como uma entrada deliciosa. Simples de se fazer. Não à  muito que aprender. O recheio cada um faz ou coloca o que preferir. Como a minha saudosa mãe dizia: "ao gosto do freguês".😍Vamos ver a simplicidade.


Ingredientes:
-1 rolo de massa folhada do Lidl
-1/2 farinheira
-8 ameixas secas sem caroço
-vinho do Porto q.b.
-3 fatias de queijo de cabra meio curado

Numa tigela coloquei as ameixas cortadas aos bocadinhos e cobri com o vinho do Porto, deixei durante 20 minutos a hidratar. Noutra tigela coloquei a farinheira sem pele e desfiz com o garfo, juntei as ameixas hidratadas e escorridas e envolvi bem. Abri o rolo da massa folhada do Lidl [uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] e dividi em 6. Em cima de cada coloquei uma colher de sobremesa da mistura da farinheira e metade de uma fatia de queijo. Fechei os quadrados e pincelei-os com água fria. Levei ao forno pré-aquecido a 200ºC, o tempo de alourar e folhar.

Nota: Podem pincelar com gema de ovo, além de ficar muito mais lourinho, fica mais bonito. Para mim a beleza prefiro a do interior (delicia) e evitar as gemas quando se pode. O caso.😊



Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica

sexta-feira, junho 23, 2017

LEITE CREME DE LARANJA E HORTELÃ



Um leite creme para pessoas que são intolerantes à lactose. Esta receita é by Chef Pedro Sommer, e foi a sobremesa que se fez no Workshop neste 👉dia.


Ingredientes:
-0,5lt leite Meio gordo UCAL zerO% lactose
-0,5lt natas bater Parmalat zerO% lactose
-150 g de açúcar
-12 gemas
-50 gr de amido de milho (Maisena)
-1 laranja
-1 ramo de hortelã (2 pernadas)

1. Junte as gemas com o açúcar e envolva bem até ficar com uma mistura esbranquiçada. Dissolva o amido de milho com um pouco de leite.
2. Coloque o restante leite e as natas numa caçarola com a casca de laranja e a hortelã e leva ao lume.
3. Quando ferver, retire do lume. Retire a casca de laranja e hortelã e fui adicionando aos poucos passado pelo passador de rede, ao preparado da gemas, envolvendo energicamente.
4. Junte o amido de milho diluído ao preparado, coloque tudo novamente na caçarola e leve a lume brando sempre a mexer até engrossar, de modo a que fique cremoso.
Sirva em taça ou em doses individuais.

Estou no Instagram e Facebook aqui!

"Talento é dom, é graça. E sucesso nada tem haver com sorte, mas com determinação e trabalho."


(Augusto Branco)

quarta-feira, junho 21, 2017

TRANÇA DOCE COM FRUTAS



Com a receita destes 👉caracóis resolvi fazer uma trança.😇 Uma massa fofa e deliciosa. Vamos à receita.



Ingredientes:
-375 g de farinha Branca de Neve
-50 g de manteiga/margarina (usei manteiga)
-6 g de fermento de padeiro
-sal
-2 gemas
-2,5 dl de leite (aprox.)
-açúcar
-frutas glaceadas (usei já cortadas aos quadradinhos)

Peneire a farinha Branca de Neve [uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] para uma tigela. Faça uma cova no centro e deite nela as gemas, a manteiga derretida, uma pitada de sal e o fermento de padeiro dissolvido num pouco de água morna. Misture estes ingredientes com uma colher de pau e comece a trabalhar a massa, adicionando, a pouco e pouco, o leite tépido açucarado até a massa adquirir a consistência desejada e formar bolhas à superfície. Cubra a massa com um pano e deixe-a levedar, em local aquecido. até dobrar de volume.
 Depois de a massa ter levedado, estiquei a massa num rectângulo, e cortei tiras nas laterais. No meio da massa coloquei as frutas glaceadas, e fui unindo as tiras a dar a forma de uma trança. Coloquei a trança num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal, e deixei levedar mais 30 minutos. Ao fim desse tempo, pincelei com ovo batido e levei o tabuleiro ao forno pré-aquecido a 180ºC, o tempo de cozer e alourar a trança. Quando arrefecida polvilhei com açúcar em pó,mas podem pincelar com geleia ao vosso gosto, ou glacê. Para mim preferi simples.




Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL
Mercedes
Sapo
Sport Lisboa e Benfica

segunda-feira, junho 19, 2017

PEITO DE PERU COM ARROZ NO FORNO



Peito de peru só mesmo em bifes e tem que levar um tempero. Quando no Natal asso o peru sobra sempre quantidades grandes, que desfio e aproveito para outras receitas. É mesmo a lei do aproveitamento. Hoje esta receita não serviu para aproveitamento, comprei mesmo um peito de peru, e fiz, uma receita que me foi passada, o filho fez e mandou-me a foto, que babei. 😇 Vamos ver como fiz.

Ingredientes:
-1 peito de peru
-1 cebola
-2 dentes de alho
-1 chouriço de boa qualidade
-2 folha de louro
-2 cravinhos
-1 alho francês (alho-porro)
-1 1/2 chávena de arroz agulha
-2 1/2 chávenas de água de cozer o peru
-1 chávena de vinho tinto
-sal marinho q.b.
-pimenta-preta moída na altura
-azeite virgem

Cozi o peru com metade do chouriço, o vinho e coberto de água. Temperei com sal marinho, coloquei o louro e os cravinhos, deixei cozer o peru. Quando cozido coei o liquido onde reservei 2 1/2 chávena do mesmo. Num tacho coloquei a cebola picada, os dentes de alho picados e o alho francês cortado às rodelas e reguei com azeite. Deixei em lume brando murchar a cebola e cozinhar ligeiramente o alho francês. Refresquei com um pouco da água reservada, e juntei o peru cortado aos quadrados, junto com a metade do chouriço cozido desfeito sem pele, deixei harmonizar sabores. Adicionei a restante água envolvi, quando levantou fervura adicionei o arroz e envolvi bem. Temperei com pimenta preta moída na hora e rectifiquei o sal. Deixei cozinhar até o arroz ficar al dente, tapei o tacho e desliguei o lume (deixei o arroz acabar de cozer no seu calor residual). Depois foi passar o arroz com a carne para um tabuleiro de barro, colocar a metade do chouriço cru que estava reservado em rodelas e levar o tabuleiro ao forno a gratinar.

Estou no Instagram e Facebook aqui!🙋

"Não diga as coisas com pressa. Mais vale um silêncio certo que uma palavra errada. Demora naquilo que você precisa dizer. Livre-se da pressa de querer dar ordens ao mundo. É mais fácil a gente se arrepender de uma palavra que de um silêncio."


(Padre Fábio de Melo)

sexta-feira, junho 16, 2017

BOLO PRATEADO [APROVEITAMENTO DE CLARAS]




Claras de ovos habitam sempre na minha arca congeladas. Quando começo a ver vários Tupperwares acumulados, há que dar volta à situação e começar a utilizar as mesmas. Tenho muitas receitas de 👉aproveitamentos de claras no blog. Pavlovas é uma delas. A minha Bíblia Pantagruel é muito rica com receitas de claras, quando preciso de alguma é a ela que recorro. O caso deste bolo, foi de lá que veio. Vamos ver como fiz esta delicia.


Ingredientes:
-220 g de açúcar (utilizei 180 g de açúcar amarelo)
-220 g de farinha Branca de Neve
-220 de manteiga (utilizei manteiga magra)
-7 claras de ovos
-2 c. de chá de fermento em pó
-1 mão cheia de amêndoa pelada e laminada
-2 c. de sopa de açúcar branco

Bati a manteiga com o açúcar até ficar cremosa. Bati as claras em castelo firme, deitei 3 colheradas de sopa de claras na mistura da manteiga, envolvi bem e fui juntando aos poucos, a farinha Branca de Neve [uma Marca de Excelência, distinguida com o selo Superbrands] com o fermento peneirada, batendo sempre. Quando fez bolhas, envolvi o resto das claras sem bater, só mesmo envolver. Deitei o preparado numa forma untada e polvilhada de pão-ralado. Polvilhei por cima do bolo as amêndoas envolvidas no açúcar e levei a forma ao forno pré-aquecido a 180ºC. Teste do palito.



Pestana
Bimby
LG
Ambar
Cartuxa
Vista Alegre
Branca de Neve
Continente
LIDL
Terra Nostra
Sport Zone
O Prego da Peixaria
Bom Petisco
CTT
EDP
Recer
Revigrés
Médis
Remax
BPI
Millennium BCP
Montepio
American Express
Multibanco
Diário de Noticias

Jornal de Noticias
Público
RFM
RTP
TSF
Renascença
OPEL

Sapo
Sport Lisboa e Benfica

quarta-feira, junho 14, 2017

HOTEL CASA PALMELA





“Situado em pleno coração do Parque Natural da Arrábida, o Hotel Casa Palmela situa-se na Quinta do Esteval, uma casa com uma história que remonta ao século XVII.
Ao passar o grande portão da entrada, um longo caminho ladeado de vinhas dá-lhe as boas-vindas, aproximando-o daquela que será uma experiência inesquecível."

Desligue-se do seu mundo e venha descobrir o nosso.” Assim nos recebe o 👉website deste hotel, aguçando logo desde início a curiosidade para uma visita. Passei duas noites, a convite, nesta magnífica “casa” onde desde o momento em que passamos os portões de entrada nos apercebemos da existência de um pequeno paraíso tão perto de Lisboa. Ladeada pelas vinhas aproximo-me da casa, a qual aparenta em cada canto ter uma história para contar. O quarto, com vista sobre a piscina e a propriedade, é do mais acolhedor que podia imaginar. Extremamente bem decorado e com uma exímia atenção aos detalhes, quase que me faz sentir em casa.




Por pouco que não apetecia sair da janela onde apreciamos uma vista fantástica. É um espaço onde dá perfeitamente para fugir da euforia da cidade e relaxar ao som da Natureza à beira da piscina, onde até num simples detalhe do duche conseguem ir buscar pequenas memórias de tempos idos.







 Esta “casa” tem os quartos suficientes para que se consiga sempre manter um espírito quase familiar, cruzando-se os hóspedes no pequeno almoço pela manhã onde são servidos de um fantástico pequeno almoço continental com diversas variedades de pães, cereais, frutas e tendo ainda a hipótese de pedir à cozinha alguns elementos confeccionados, sejam ovos (de todas as maneiras e feitios), bacon, feijão... Simplesmente fantástico.
Passa-se uma manhã fantástica na piscina, de onde não apetece sair. Mas a espaços minutos temos a baixa de Setúbal, e pode ser difícil resistir à tentação de ir comer um choco frito!
Da parte da tarde se o calor na piscina apertar nada como ir refrescar a uma sombra no bar e Tearoom “Spot”, onde somos super bem recebidos e ainda tive direito a um “pre-apetizer” de miminho antes de seguir para o jantar.


Jantei no Restaurante do Hotel (Zimbral) onde devo dizer que mesmo que a comida não fosse boa, a vista rapidamente faria esquecer tal facto. Mas felizmente que este não foi o caso. Com um serviço super simpático, fomos degustando a fantástica comida acompanhando com um belíssimo vinho verde “Quinta da Aveleda” à medida que o sol se ia pondo, com a casual conversa e troca de factos com o simpatiquíssimo staff.








A última manhã permitiu ainda aproveitar um pouco de sol depois do pequeno almoço antes de fazer o checkout e seguir viagem.


P.S. Um muito obrigada por tão delicado convite!

Hotel Casa Palmela
Quinta do Esteval
Estrada Nacional nº 10, km 33,5
2900 – 722 Setúbal
WEBSITE:
FACEBOOK:

Estou no Instagram e Facebook aqui!🙋