quinta-feira, setembro 03, 2015

SANTUÁRIO DE FÁTIMA

                                                   (Gosto do Santuário assim vazio "quase" só meu.")
Gosto de ir a Fátima, pelo menos 1 vez por ano. Mas, desde 2011, o ano que a minha mãe partiu, que tenho andado a adiar há sempre algo ( a minha mãe ia sempre comigo), também nunca fui de gostar de dias específicos para visitar, mas gosto de ir e só. Gosto de sair de casa bem cedo, chegar ao local mágico perto das 8, 8,30 h da manhã, e não haver pessoas (enchentes).Visitar o "Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, sem padres sem missas, gosto do silêncio do espaço e estar a conversar com "Ele" não necessito de mais nada. Não, não vou pagar promessas, nunca prometi na minha vida, nem gosto de falar nesse assunto "promessas", para mim não é mais que um negócio: Só pagam se receberem a benção "o que pediram". Para mim, isso não é mais que um jogo, eu detesto e sempre detestei, respeito quem o faça, mas não gosto, e quando eu não gosto, nem me interessa saber as razões de quem o faz. Arrepiou-me ver uma criança, que não devia ter mais que uns 5 anos a rastejar no chão, os cotovelos é que ajudava a rastejar, não acredito que tenha sido a criança a prometer, com certeza teria sido a senhora que a acompanhava a andar normalmente, que penso fosse a sua mãe, enfim.
Ontem sai de casa eram 6, 45 h, com uma temperatura brutal, estava a estacionar o carro no estacionamento em Fátima às 8,20, talvez estivesse uns 8/10 carros, não mais que isso, (quando saí do parque de estacionamento, já havia uma multidão, eram 10,30 h) mas o tempo, parecia que em vez de Verão estava já no Outono ou Inverno, estava o céu todo encoberto com nuvens (estilo está quase a chover) e frio, mas estava mesmo muito desagradável, vento e frio, e o céu naquele estado, ui, onde foi o meu adorado Verão!?!? Ok, foi dar uma volta e depois volta, o que voltou logo quando comecei a fazer a viagem de regresso. :) O sol e calor acompanhou-me logo.



Fiquei desiludida, por não poder estar no meu espaço o Santuário, estava em obras, muitas obras fazem. Mas falei com Ele na mesma, como costumo dizer: Ele é meu amiguinho, e sabe como sou. :) Adoro o crucifixo estilizada autoria do escultor Robert Schad, mas ontem com a luz que estava (sem sol) estava magistral, nunca o tinha visto sem sol. Ainda consegui gostar mais dele, como se isso fosse possível, mas podem crer que foi. Depois fui visitar o que tinha que visitar e dar uma volta por Fátima, que me desculpem os fatimenses (será que é assim que se chamam?) Mas senti-me mal, cada porta de estabelecimento que passava, era mais que as mães, os vendedores na porta a dizerem bom dia posso ajudar, aí, para mim faz o inverso, nem entro, não podia chegar-me a uma montra que tinha ali logo uma lapa a perguntar se podia ajudar, ao qual eu respondia, se podia ver a montra descansada? A minha filha, apertava-me a mão, pois sentia exatamente o mesmo que eu, desaparecer daquele local, sem comprar nada, mas nada mesmo. Para mim as lojas, lojinhas capelinhas de souvenires, não são mais,que lojas dos chineses "mascaradas" vendem de tudo, e preços para todos os gostos e bolsos. Ainda bem que há gostos para tudo. Para mim, tenho uma leve impressão, que a próxima vez que for a Fátima, é só ir ao Santuário, e regresso de seguida a Lisboa não tenho qualquer duvida. Um dia bem passado, que me reconfortou e energizou muito.

terça-feira, setembro 01, 2015

AREIAS DE CHOCOLATE




Areias de Cascais já tenho a receita no blog. Mas como o filho, vinha jantar, resolvi fazer estas para ter na lata dos biscoitos/bolachasGosto de ter sempre estes mimos quando o filho vem. Ele gosta de ir à lata. :) Vamos ver como fiz:


Ingredientes:

-200 gr de manteiga (à temperatura ambiente)
-150 gr de açúcar
-300 gr de farinha
-raspa de 1 limão
-40 g de chocolate em pó
 Peneirei a farinha, chocolate em pó e o açúcar em cima da bancada. Fiz no meio uma cova e coloquei dentro a raspa do limão e a manteiga. Trabalhei depois todos os ingredientes em areia, só mesmo com as pontas dos dedos. Misturei rápido mesmo só para ligar a areia (massa). Fiz umas bolinhas com as mãos e achatei um pouquinho envolvi-as em açúcar. Levei a cozer em tabuleiros forrados com papel vegetal a 180ºC durante somente 15 minutos.

Notas: Convém envolver as areias em açúcar pilé. Eu não tinha, pois utilizo o açúcar branco fino, e claro, não estava com tempo para ir comprar o dito. :) Por isso envolvi as areias no açúcar que habitava cá em casa (fino).

"A vida é como uma sala de espetáculos; entra-se, vê-se e sai-se."

(Pitágoras)

segunda-feira, agosto 31, 2015

BOLA DE CARNES



A filha precisava que lhe arranjasse uma cesta de piquenique para ir fazer um,  a cesta não é problema o interior (comida)  para mim também não era problema. :) Entre outras iguarias o que fiz, foi a bola de carnes que eu penso que vai muito bem com petiscos, aniversários ou piqueniques, o caso. Fiz a receita que tenho aqui, mas fiz em tabuleiro.


Ingredientes:
-6 ovos
-3 chávenas de farinha
-1 chávena de óleo
-1 chávena de leite
-2 c. de chá de fermento
-1 c. de chá de sal
-carnes diversas: chourição, fiambre, paio do lombo, bacon e queijo flamengo às fatias. (Utilizem o que preferirem)



Untei um tabuleiro e polvilhei com farinha. Reservei. Misturei os ingredientes e bati com a batedeira, quando estava uma massa homogenia deitei metade da mistura no tabuleiro. Cobri com fiambre depois seguiu o chourição , queijo, paio do lombo e por ultimo o bacon. Cobri com a restante massa e levei ao forno pré-aquecido a 180ºC até a massa crescer e alourar.

"O mundo pertence aos otimistas: os pessimistas são meros espectadores."

(Dwight Eisenhower)

sexta-feira, agosto 28, 2015

BOLO DE AMÊNDOA COBERTO COM GLACÊ





Um bolo que ficou e é uma delicia! Para "amantes" de amêndoa este bolo é ideal. Fica um bolo úmido e guloso. :)



Ingredientes:
-2 chávenas de farinha de amêndoa
-1 chávena de açúcar amarelo
-150g de manteiga sem sal
-4 colheres de sopa de leite
-4 ovos grandes
-1 c. de sobremesa de extrato de amêndoa
-1 colher de chá de fermento


Começar por misturar o leite (morno), os ovos e o extrato. Bater bem. À parte misturar a farinha de amêndoa, o açúcar, o fermento. Bater tudo muito bem. Adicionar a manteiga derretida e ir juntando à mistura dos secos aos poucos até ficar tudo bem ligado.
Levei a cozer a forno pré-aquecido a 180ºC, em forma untada e forrada com papel-vegetal devidamente untado. Levou 50 minutos.




Glacê:
-100 gr de açúcar em pó
-2 c. de sopa de bebida de amêndoa (leite de amêndoa)
-1 c. de café de extrato de amêndoa

Numa tigela bati com a vara de arames os ingredientes, até a mistura estar homogénea e brilhante. Depois foi deitar por cima do bolo frio.

"Nunca troque o que você quer na vida pelo o que você mais quer no momento. Momentos passam, a vida continua.

(Renato Russo)

quinta-feira, agosto 27, 2015

RABANETES EM CONSERVA


Abriu de novo (sim, já houve uma e fechou) uma mercearia perto da minha casa (só descer as escadas), dá muito jeito, quando me esqueço de algo, e isso é frequente, mesmo com lista. Precisava de rabanetes, para fazer uma salada, fui à mercearia/minimercado o que quiserem chamar. Não vi os ditos, mas perguntei, não tinham, mas disseram-me logo: logo à tarde já cá temos. Ok, como era para o jantar, não havia problema. Só que quando fui buscar (um raminho, como costumo comprar) tinha um saco com 1 Kg sem rama.  Fiquei sem jeito de dizer que não queria, pois era uma quantidade grande, e como todos sabemos, é um legume que começa a murchar. Lá vim eu, a pensar que volta daria. Fiz a salada, e resolvi fazer conserva de uns. Há muitos anos atrás comi em casa de uma amiga espanhola a T. uns rabanetes em conserva que ela fazia e que eu adorei. Pesquisei nos meus livros e resolvi fazer (é tudo igual).

Retirei com a faca as pontas (raízes) não tinham, mas estava lá o sitio. Lavei bem os rabanetes e enxuguei com papel de cozinha. Coloquei os rabanetes dentro de um frasco esterilizado (abanei o mesmo para as bolinhas se acomodarem bem) :) Levei ao lume uma caçarola com 1 chávena de vinagre de cidra, 1 chávena de água, 1 c. de sobremesa (mal cheia) de sal marinho, louro e 2 cravinhos, deixei fervei. Deitei com a ajuda de um coador o liquido para dentro do frasco, juntei 1 c. de chá de pimenta preta em grão. Fechei o frasco, é para utilizar ao fim de 4 dias em infusão.

"Acho que a felicidade é uma espécie de susto; quando você vê, já aconteceu. Ela é justamente uma construção pequena de todos os dias...

(Padre Fábio de Melo)

quarta-feira, agosto 26, 2015

DOCE DE AMEIXAS COM TOMATE




Este doce já tem em rascunho uns 3 meses, aliás este doce já era (desapareceu). Tinha umas ameixas vermelhas que apareceram cá por casa ditas biológicas (sem químicos), uns tomates (coração de boi) igualmente sem químicos. ;) Como sabem agora (ou há um tempinho atrás, pois agora parece que chegou o Outono, que eu infelizmente tenho que levar, ainda não consegui ser milionária e andar sempre atrás do calor e sol, o que resumindo os dois ingredientes quer dizer VERÃO que eu a-d-o-r-o) e acontece a todas, com o calor a fruta amadurece mais depressa. Resolvi juntar as duas maravilhas e fazer um doce/compota que diga-se de passagem saiu uma delicia. O filho e a M. agradecem pois adoram passar o doce nas torradas. :) Vamos ver como fiz.



Ingredientes:
-400 g de ameixas vermelhas peladas e sem caroço
-600 g de tomate maduro pelado (deixo as grainhas, se preferirem retiram)
-800 g de açúcar amarelo
-2 paus de canela
-2 estrelas de anis

Coloquei os ingredientes dentro de uma panela de sopa, envolvi muito bem e levei ao lume (médio) deixei cozinhar. Quando cozinhado e reduzido, retirei os paus de canela e estrelas de anis e com ajuda da varinha-mágica passei. Levei de novo ao lume, só o tempo de deixar ferver. Deitei a mistura dentro dos frascos esterilizados (deu 3).

"Quando mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar."


(Friedrich Nietzsche)

terça-feira, agosto 25, 2015

PUDIM DE MANTEIGA




Um pudim simples e delicioso. Não fica grande. Se quiserem dupliquem. Vamos à receita.


Ingredientes:
-4 ovos (usei XL)
-açúcar (o mesmo peso em ovos)(usei 160g)
-50g de manteiga (usei 30 g)
-1 limão ou laranja (usei limão)


Bati os ingredientes todos na batedeira, juntei o sumo do limão e envolvi muito bem. Levei a forno pré-aquecido a 180ºC, a cozer em forma untada de manteiga. (Não coze em banho-maria).

Notas: Cada ovo que usei pesava perto de 70g (eram mesmo grandes) mas cortei no açúcar usei 40g por cada ovo. Façam como preferirem.

"Eu amo as palavras, mas sou completamente apaixonada por atitudes."

(Tati Bernardi)

segunda-feira, agosto 24, 2015

BACALHAU À BATALHA REIS



Uma receita simples e deliciosa de se fazer o celebre amigo bacalhau. Então vamos ver como fiz. esta receita saltou do meu livro "Cozinha Regional Portuguesa" de Maria Odette Cortes Valente


Ingredientes:
-bacalhau (1 posta por pessoa)
-batatas (3 batatas novas por pessoa)
-azeite
-sal marinho
-pimenta-preta
-1 dente de alho (por pessoa)
-1 ovo cozido (por pessoa)
-salsa


Modo de fazer: Assei o bacalhau (rápido, sem deixar "torricar" para não secar) Tiram-se as espinhas e pele  e lasca-se o bacalhau, mergulha-se numa porção de azeite quente. Num tabuleiro (usei um prato de barro) coloquei uma camada de batatas cozidas e cortadas às rodelas, espalha-se o bacalhau mergulhado no azeite, polvilhei com pimenta-preta moída na altura, volta-se a colocar outra camada de batatas, bacalhau e pimenta-preta. Cortei a clara do ovo cozido aos bocadinhos e polvilhei por cima do preparado. Numa tigela desfiz a gema do ovo com o alho picado, sal e pimenta-preta moída e azeite (abundante, mas claro, ao gosto de cada) e deitei por cima do preparado, polvilhei com salsa picada.

"Para melhorar a qualidade de vida, melhore a qualidade de seus pensamentos."

(Brian Tracy)

sexta-feira, agosto 21, 2015

BANOFFEE PIE [TARTE DE BANANA]




Banoffee o filho e a M. adoram, seja em que receita for. Ia a casa do filho, resolvi fazer uma banoffee pie para levar para sobremesa. Eu só utilizo para fazer as bases das tartes as bolachas Digesta, mas resolvi utilizar as Speculoos, pois o sabor da canela achei que ligava bem. Não me enganei com o comentário do meu provador oficial (filho): brutal. :)



Ingredientes:
-2 pacotes de bolachas Speculoos
-130g de manteiga sem sal
-1 lata de leite condensado das grandes(LIDL) (cozi na panela de pressão)
-6 bananas
-400 ml de natas para bater em chantilly



Primeiro de tudo cozi o leite condensado na panela de pressão. Reservei. Para fazer esta tarte utilizei uma forma de mola com o diâmetro de 26 cm. Moí as bolachas no processador até ficar "quase" farinha. Coloquei numa tigela e juntei a manteiga derretida, envolvi muito bem até ficar estilo "areia" úmida. Forrei o fundo da forma com a mistura, e com a ajuda de uma colher de sopa, prensei bem. Levei a forno pré-aquecido a 180º C, durante 15 minutos. Retirei do forno e deixei arrefecer completamente. Depois cobri o fundo com o leite condensado cozido (reservei um pouco para enfeitar a superfície), de seguida coloquei duas camadas de bananas cortadas às rodelas. Cobri com o chantilly e enfeitei a superfície com o restante leite condensado cozido (caramelo). Simples e magistral, como se quer. :)

P.S. O leite condensado já utilizo só o cozido, já não estou com o trabalho de cozer, mas como tinha esta lata com o prazo a terminar em Outubro, não quis desperdiçar, e voltei ao tempo de antigamente cozer o leite na panela de pressão. Se utilizarem esse já cozido, utilizem duas latas pequenas, para esta quantidade e tamanho de forma. Se não, utilizem uma forma mais pequena e utilizem só metade da receita, façam como vos der mais jeito ou as vossas necessidades.

"Para melhorar a qualidade de vida, melhore a qualidade de seus pensamentos."

(Brian Tracy)

quinta-feira, agosto 20, 2015

TRAVESSEIROS COM CURD DE AMORAS





Quando apetece um doce, mas nem se está com apetites de ter trabalho, estes travesseiros sejam com que recheio for são sempre bem vindos cá por casa. Utilizei o curd de amoras, a massa, quem me segue, já sabe, só gosto da massa folhada do LIDL. (Não, não me ofereceram a massa, sou eu que compro. Não, não tenho problema nenhum de partilhar os ingredientes e marcas que utilizo na minha casa, a custo zero) :) Se partilho receitas, o porquê de só colocar as marcas de ingredientes se forem oferecidos? Ok, eu digo e não me aquece nem arrefece que me venham lixar a cabeça. A vida, faz-se de partilhas, para mim partilhar algo é um acto de amor/carinho que o tenho pelos meus seguidores que passam aqui por bem. Ok pronto, mesmo os que passam por menos bem também nutro um sentimento, ainda não consigo definir, mas fiquem descansados que não é menos bom, eu gosto de limpar a alma segundo a segundo, então estou a tentar sim "tentar" desculpar, mas lá está, ainda não sei se consegui, por isso ainda não consegui definir. Mas vamos lá ao que interessa que são os deliciosos travesseiros. Já tenho no blog vários, com variedade de recheios.



Ingredientes:
-1 rolo de massa folhada do LIDL
-curd de amoras
-açúcar para envolver os folhados


Abri o rolo da massa e cortei em 6 quadrados/retângulos, o que seja. Pincelei à volta do quadrado(retângulo com água fria, com a ajuda de uma colher de sobremesa coloquei o recheio curd de amoras enrolei e com um garfo aperto as pontas para não abrirem. Pincelo de novo a superfície dos folhados com água fria. Levo o tabuleiro ao forno pré-aquecido a 200ºC, forrado com o papel vegetal que vem a enrolar a massa (ah pois, há que poupar). ;) Depois de cozidos/folhados e dourados, retiro do forno e envolvi em açúcar.

"Tenha coragem de seguir o que o seu coração e sua intuição dizem. Eles já sabem o que você realmente deseja. Todo o resto é secundário."

(Steve Jobs)

quarta-feira, agosto 19, 2015

BATATAS DOCES ASSADAS EM PALITOS NO FORNO, COM UM TEMPERO ESPECIAL


Batatas-doces é uma constante cá por casa, seja para acompanhamento, como em sobremesas. Eu e filhos adoramos. Vamos ver como fiz estas...


Lavei muito bem as batatas com casca, depois de bem lavadas, cortei-as em palitos. Coloquei os palitos num tabuleiro, juntei uma estrela de anis, 1 c. de sopa bem cheia de mostarda em grão, 1 c. de sobremesa de açúcar mascavado, 1 pitada de sal marinho, polvilhei com paprica doce e pimenta vermelha moída na altura. Reguei com 80 ml de sumo de uma laranja e 2 c. de sopa de azeite envolvi os palitos muito bem. Tapei o tabuleiro com papel vegetal e levei a forno pré-aquecido a 180º C, durante 30 minutos ao fim desse tempo retirei o papel e dei uma envolvida nos palitos das batatas e deixei acabar de assar. Serviu para acompanhar uma carne assada.

Notas: Podem usar papel de alumínio, eu deixei de utilizar há um tempinho atrás, até nos papelotes só uso vegetal. Mas cada qual sabe de si e o que prefere.

"E você continua escrevendo sua história pulando linhas, errando palavras, esquecendo os títulos." :D

(Tati Bernardi)

terça-feira, agosto 18, 2015

GELADO DE LEITE CONDENSADO COZIDO COM MALTESERS



Gelados fica sempre bem em qualquer altura do ano, dia ou ocasião. A minha filha adorou este gelado, já o filho nem tanto. Disse:- Mãe, não é dos melhores que já fizeste. Encontrar este chocolate (maltesers), prefiro encontrar o crocante do praliné que fazes. Agora percebem o porquê de eu só confiar na opinião do meu provador oficial (filho)? Sempre sincero. A filha é aquela princesa, desde que tenha sido a mãe a fazer está tudo lindo e maravilhoso... :)


Ingredientes:
-1 lata de leite cozido
-400 ml de natas
-1 gema de ovo
-1 pacote de Maltesers


Bati o leite condensado cozido com a gema. Juntei as natas batidas em chantilly, e envolvi muito bem. Deitei a mistura na sorveteira a trabalhar, ao fim de 15 minutos juntei os maltesers (sem desligar a sorveteira) foi só o tempo de envolver (5 minutos). O gelado ao fim de 20 minutos estava pronto.

"Às vezes uma pessoa é tão idiota que você pensa "não, não é possível". E tenta ver e rever a situação. Mas é possível sim: existem idiotas." :D

(Tati Bernardi)

segunda-feira, agosto 17, 2015

LICOR DE NOZ VERDE



Então estou de volta, :) para quem sentiu a minha falta desejo muito "SOL", e para quem nem deu pela minha falta, os meus desejos são igualmente muito "SOL". Vamos lá ao que vos interessa que é a receita: Ao fim de 1 mês de ter feito este licor a cor que apresenta neste momento, não têm nada a ver com a foto. Está castanho escuro mesmo.

Licores, têm andado fugidos no Cozinhar com os Anjos, mas não é que não continue a fazer. Só como são repetidos (já existe as receitas no blog) não partilho, pois no escurinho do móvel moram lá alguns. Este licor de noz verde já é outra coisa, estava eu numa fila de um minimercado perto da minha casa, e oiço a conversa (tinha mesmo que ouvir, a senhora é daquelas que fala para a plateia) :) estava a contar que chegando a casa ia fazer o licor e explicou como fazia, registei, mesmo que a conversa não fosse comigo, agora a receita essa sim fiquei curiosa. Fui colocar as compras a casa, e segui logo em busca de nozes verdes, há uma nogueira a  uns largos metros da minha casa. Lá apanhei as 10 nozes que a senhora falou, lavei-as enxuguei-as com papel de cozinha, calcei umas luvas (reparei que só a fazer este pequeno trabalho, as mãos ficaram com um tom esquisito que não gostei) e com a ajuda de uma faca e martelo parti as nozes aos bocados, coloquei dentro de um frasco de boca larga, juntei dois paus de canela e 10 cravinhos de cabeça. Juntei 1 litro de boa aguardente, que nunca falta cá em casa para os meus licores. O frasco foi fazer companhia dentro do móvel no escuro, e será para ser abanado, claro quando me lembro. :) Daqui a 2 meses virei dizer como fiz o resto.

P.S. Peço imensa desculpa de não ter falado mais deste licor, mas passado um ano do licor a hibernar no móvel, retirei e ia engarrafar, mas catrapúm, o frasco escorregou das mãos e foi ao chão. Levei, não um mas vários dias a limpar o chão. :( Grande licor devia estar, a apanhar o licor do chão, primeiro tive que apanhar de pá do lixo, o licor estava grosso, o meu filho quando soube disse logo: ai mãe nem digas nada. Este ano voltei a fazer a ginjinha da mesma maneira, e vou deixar de novo 1 ano. Então depois mostro como ficou ou não... ;)

"Vence quem passa por essa vida rindo. E se o preço que se paga por ser um pouco feliz é ser um pouco idiota, dane-se." :)


(Tati  Bernardi)

segunda-feira, julho 13, 2015

FÉRIAS COM UMA PIZZA DE MELANCIA :)

 



 
Adoro fruta, como muita fruta, mas quando chega o Verão, delicio-me com melancia, como kilos e kilos, por vezes faço uma das refeições só de melancia. :) O Cozinhar com os Anjos vai de férias, mas não antes de deixar uma sobremesa fresca saudável e bastante gira para fazerem! Desejo a todos os meus seguidores e não só, um Verão e férias, tranquilo com muita felicidade e serenidade. Fui...

 
P.S. A receita? Basta a foto. :) Ah, mas não esqueçam de comer as sementes ok? Sim, agora dizem que as mesmas fazem bem. Se formos a ver, se calhar até têm razão, vendem-se e come-se sementes de tudo, o pior é a Isabelita aprender a comer as sementes da melancia, levei 56 anos a separar e a pensar: que maravilha seria se a melancia não tivesse sementes, depois apareceu a mesma sem as ditas agora, é melhor comprar a fruta com as sementes, ai, por este andar qualquer dia estamos a comer os caroços dos pêssegos, pois vão descobrir que fazem bem! :) A "ideia" da pizza de melancia retirei do Instagram.

"A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano."
 
(Victor Hugo)