sexta-feira, fevereiro 12, 2016

BATATAS DOCES ENCRESPADAS



Os meus filhos adoram batatas encrespadas, mas como agora só utilizo batatas-doces em tudo, resolvi fazer com as ditas e não me arrependi, pois ouvi o filho dizer: brutal.


Ingredientes:
-600g de batatas-doces cozidas mais ou menos
-1 gema de ovo
-coentros
-ovo batido
-farinha
-pão ralado
-azeite
-sal marinho
-pimenta preta moída na altura
Esmaguei as batatas com o esmagador, adicionei a gema, sal, pimenta e os coentros picados, envolvi bem. Deixei arrefecer e fiz bolinhas sobre a pedra da banca enfarinhada. Depois passei pelo ovo batido e por pão ralado, sacudi e fritei em azeite quente. Escorri em papel de cozinha.

Notas: com a batata doce não utilizei a manteiga, como sabem não tem tanta goma como a batata normal. A gema foi mais que suficiente para ligar.

"Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela."

(Paulo Coelho)

quarta-feira, fevereiro 10, 2016

BOLO DE GEMAS



O meu filho, pediu-me uma Pavlova para levar para casa dele. Mas pela 1º vez não tinha claras congeladas (4 dias antes tinha utilizado as ultimas que habitavam na arca num bolo). Disse-lhe que na próxima semana lhe levava a Pavlova, mal tivesse claras. Um pedido dos filhos, para mim soa-me a  borboletas, se estiver ao meu alcance gosto de satisfazer os desejos deles. Nesse mesmo dia, disse logo ao filho, a mãe faz a Pavlova e leva esta semana. :) Ao qual ele como sabe que não gosto de estragar comida, disse logo: -Mãe o que fazes às gemas? Eu respondi, não te preocupes que a mãe arranja o que fazer com elas.  Resolvi pesquisar no Google, e fui dar aqui e logo um bolo com 4 gemas. Ouro sobre azul. As claras congelo, agora as gemas, não gosto de guardar.


Ingredientes:
-4 gemas de ovos
-1 chávena de chá de açúcar (usei amarelo)
-1/2 chávena de manteiga
-3/4 chávena de chá de leite
-1 c. de chá de aroma de baunilha
-2 chávenas de farinha
-3 c. de chá de fermento

Juntei todos os ingredientes numa tigela e bati com a ajuda da batedeira. Comecei pela velocidade baixa, durante 1 minuto, passando para a velocidade alta, durante 3 minutos. Untei e forrei uma forma de bolo inglês com papel vegetal. Coloquei a massa na forma e levei ao forno pré-aquecido a 180ºC, durante 50 minutos. Um bolo fofo e com um sabor brutal.

"Para ser grande, sê inteiro."

(Fernando Pessoa)

segunda-feira, fevereiro 08, 2016

LOMBO DE PORCO COM COMINHOS E HARISSA


Como o filho gosta e muito de lombo de porco, resolvi fazer, mas inovar (se é que há algo para inovar) mas seguindo para bingo, vamos ver como fiz.


Cortei um lombo de 1,200 kg em cubos e coloquei dentro de um saco de plástico grande (de congelar) adicionei sal marinho (não muito, é ao gosto, eu utilizando ervas aromáticas ou especiarias, é quase nulo a quantidade que utilizo), 1 c. de sobremesa de cominhos em pó, 1 c. de chá de Harissa,  1 c. de sobremesa de coentros em grão que moí na altura e pimenta preta moída na altura. Envolvi muito bem (dei uns abanões ao saco) :) e deixei descansar durante 1 hora. Ao fim desse tempo deitei 2 c. de sopa de azeite num tacho grande quando quente juntei os cubos, e deixei selar a carne (fui virando), quando os cubos de carne estavam louros retirei e reservei. No tacho que selei a carne juntei uma cebola cortada às rodelas e deixei cozinhar até estarem translúcidas mas castanhas (pelo tempero da carne) :) e adicionei um copo de vinho branco, envolvi e adicionei a carne reservada, envolvi muito bem e deitei a mesma com o molho num caçoilo de barro preto que levei ao forno a 180ºC, durante 1 hora.

Notas: Peço imensa desculpa, de não haver fotos no prato, mas o caçoilo foi para casa do filho, e fico sem tempo e vontades de fotos. Mas estou a partilhar, pois as fotos não fazendo jus à receita, quem me segue merece a partilha. :)


"Orar, não é pedir!
  Orar é a respiração da Alma!"

   (Mahatma Gandhi)

sexta-feira, fevereiro 05, 2016

BOLO «ALOHOA» [APROVEITAMENTO DE CLARAS]




Outro bolo da saga«aproveitamento de claras» da minha Bíblia Pantagruel. :) Quem conhece o bolo Anjo, este bolo é muito parecido na maneira de executar e quando sai do forno (a maneira de arrefecer). Só digo: Um bolo, fofo e simplesmente brutal, como a minha filha disse. Vamos à receita que é o que vos interessa ou não! Assim dei cabo das ultimas claras que habitavam na arca.


Ingredientes:
-75 g de farinha
-150 g de açúcar
-5 claras de ovos
-4 c. de sopa de cacau em pó
-1 c. de chá de fermento em pó
-1 pitada de canela
-1/8 de c. de café de baunilha em pó
-1/2 c. de chá de Cremor tártaro
-creme de nata salpicado nº 3076*

Batem-se as claras com o cremor tártaro, em castelo bem firme, e envolvem-se logo ao de leve no açúcar, no cacau, nos aromas e na farinha peneirada com o fermento. Coze-se em forma sem ser untada. Para esfriar e desenformar, leia as indicações desenvolvidas que vêm mais adiante no*«processo-base» que antecede a receita nº 3593. Depois de desenformado, corta-se ao meio e recheia-se e cobre-se com o creme.


Notas: Indicações*«processo base» Se a forma de buraco (usei de buraco), enfia-se num funil ou numa garrafa (utilizei a garrafa), se não for, apoia-se pelas beiras em qualquer vasilhas, para o ar circular livremente. Assim invertido, o bolo não abate, porque o seu próprio peso não o consente, ficando deliciosamente fofo. Depois de frio, despega-se das paredes da forma com uma faca fina, volta-se e, dando com a forma uma pancada seca sobre um pano dobrado, o bolo desenforma-se com a maior facilidade.

Creme de nata salpicado:
-4 dl de natas
-2 c. de sopa de manteiga sem sal
-120 g de açúcar
-baunilha em pó 1/8 de c. de café

Levam-se ao lume, em banho-maria, a manteiga o açúcar e a baunilha e bate-se até ficar cremoso. Retira-se da água quente, bate-se ainda e ligam-se-lhes a nata batida.

"O importante não é vencer todos os dias, mas lutar sempre."


(Waldemar Valle Martins)

quarta-feira, fevereiro 03, 2016

ARROZ DE PATO COM CHOURIÇO E PRESUNTO



A minha filha adora arroz de pato. Mas como ela diz: gosta de pato rechonchudinho (gordo, grande) :) gosta de comer arroz do dito, mas que encontre a carne. Há pessoal que faz o dito arroz, não interessa a quantidade de pessoas que vão sentar se à mesa é sempre um pato. O pato depois de cozido, retirar peles e afins fica em nada, por isso nunca compro um pato que tenha menos de 2,5 Kg. O meu saudoso pai adorava o meu arroz de pato, na altura quando fazia e os meus pais iam estar presentes, comprava sempre dois patos. Fazia um tabuleiro grande. Agora, resolvi fazer uma receita da minha Bíblia "O livro de Pantangruel" vamos ver com é.

Ingredientes:
-400 g de arroz (uso sempre o basmatti)
-1 pato
-250 g de presunto
-1 chouriço
-1 cebola
-6 grãos de pimenta (usei preta)
-manteiga e sal q.b.

Cozem-se o pato, o presunto e o chouriço em água temperada com sal marinho, a cebola e a pimenta. Escorre-se, reserva-se a água, corta-se o pato em pedaços o chouriço em rodelas e o presunto em tiras. Retiram-se os ossos  e peles ao pato, que se desfia grosseiramente. Coze-se o arroz no forno em meio litro de água que se escorreu e coou. Espalha-se metade de arroz num tabuleiro untado de ir ao forno e à mesa, cobre-se com bocados de pato, as rodelas de chouriço e as tiras de presunto e cobre-se completamente com o resto de arroz. Leva-se de novo ao forno para corar rapidamente, a fim de o arroz não ficar tostado.Querendo, pode borrifar-se o arroz com salpicos de água da cozedura, antes de o meter pela segunda vez no forno. Eu passei essa parte e pincelei com uma gema como fiz sempre.

Já tenho aqui e aqui o arroz de pato.

"Lembra-te sempre: cada dia nasce de um novo amanhecer."

(Chico Xavier)


segunda-feira, fevereiro 01, 2016

LICOR DE NOZES VERDES[2º PARTE E FINAL]



Peço desculpas, de não cumprir com as datas dos licores... Quando faço algum licor coloco logo a data na minha agenda (a data de ir para o escurinho e a de finalizar o produto). Acreditem, que nos licores nem de agenda eu vou lá, vou sempre deixando passar o prazo. Se fizerem algum dos meus licores e depois quiserem terminar no tempo certo, mandem um e-mail, que eu passo a restante receita. :)

Também sei que não há problema nenhum de passar os prazos dos licores enquanto estão a hibernar, talvez seja esse mesmo o motivo do meu "desleixo". Mas vamos ver como eu terminei este licor. Já tinha aqui o Licor de nozes verde ou antes o de São João.

Coei o liquido e medi o que deu 3/4 L, reservei. Num tacho coloquei 1/2 L de água com 800 g de açúcar amarelo (podem usar o branco) e deixei ferver durante 10 minutos. Ao fim desse tempo desliguei o lume e deixei arrefecer a calda. Quando fria adicionei o liquido de aguardente onde as nozes hibernaram, e envolvi muito bem. Coei para dentro das garrafas com a ajuda de um funil e um coador de café de algodão. Marquei  com etiquetas nos fundos das garrafas o nome do licor e data. Não posso dizer a nota final, além que convém esperar 1 mês até provar.

"Não viva para que sua presença seja notada, mas para que sua falta seja sentida."


(Bob Marley)

sexta-feira, janeiro 29, 2016

BOLO DE CANELA[APROVEITAMENTO DE CLARAS]



Há um tempo atrás, disse que ia fazer as receitas de bolos só com claras, que abunda no meu livro da Pantagruel. Já há, bastantes bolos só com as ditas no blog. Basta carregar aqui! Este bolo é uma delicia, para acompanhar um chá nestes dias frios que detesto, quem me conhece, sabe que adoro o Verão, o calor, e sempre disse: se fosse milionária, ninguém me apanhava no frio em lado nenhum, andaria sempre a viajar atrás do calor. Mas como continuo a ser uma mulher rica (uma rica mulher) :))) tenho que aguentar com o Inverno. :) Então vamos lá aproveitar as claras que sobram e congelo sempre como já disse e escrevi por aqui. 


Ingredientes:
-225 g de farinha
-200 g de açúcar (usei amarelo)
-50 g de manteiga
-2 dl de leite
-2 claras de ovos
-2 c. de chá de canela
-2 c. de chá de fermento em pó
-açúcar em pó

Derreti a manteiga em banho-maria e bati com o açúcar e canela. Adicionei a farinha peneirada com o fermento, alternando-a com o leite, batendo continuamente até fazer bolhas. Envolvi a mistura nas claras batidas previamente em castelo, envolvi sem bater. Deitei a mistura numa forma de buraco untada e polvilhada com pão ralado. Levei ao forno a 180ºC, previamente aquecido. Quando frio polvilhei com açúcar em pó.

"Seus sonhos são as letras do livro que sua vida está escrevendo."

(Paulo Coelho)

quinta-feira, janeiro 28, 2016

BOLO DE CHOCOLATE




Mais um bolo que esteve presente na nossa mesa de Natal. Não podia faltar o bolo de chocolate. Simples e brutal para os amantes do dito! :)


Ingredientes:
-125 gr de chocolate
-3 claras de ovos
-3 gemas de ovos
-40 gr de manteiga sem sal
-1 pitada de sal
-50 gr de açúcar

Primeiro: Aqueci o forno a 200ºC e untei uma forma de 20 cm com manteiga e polvilhei com cacau.
Segundo: Bati as claras em castelo, adicionei o açúcar. Bati as gemas e, depois acrescentei o chocolate derretido com a manteiga em banho-maria. Juntei as claras batidas em castelo a este preparado e envolvi bem. Deitei na forma o preparado e levei ao forno. Ao fim de 15 minutos retirei do forno e deixei arrefecer antes de desenformar.

"A alegria evita mil males e prolonga a vida."


(William Shakespeare)

quarta-feira, janeiro 27, 2016

PORQUE SERÁ?



Hoje ao chegar ao blog reparei que dos 622 seguidores eu sei que não são muitos, mas nunca andei em bicos de pés a angariar seguidores, sim que é o que a maioria faz, vai comentar, que é para serem vistos e serem seguidas(os) estou-me lixando para isso, não me interessa de ser uma blogger conhecida, pois não faço por isso, se não aceitava todos os convites que tenho, mas não. Não deixo de fazer o que me dá prazer para fazer fretes. Não aceito parcerias de produtos que não utilizo na minha casa, estou-me lixando, pois não tenho idade para agradar a gregos e troianos. Primeiro tenho que gostar de mim, o que no caso adoro-me. :) Mas voltando atrás, como referi tinha, escrevi bem, depois deste poste, perdi 9? Será? Hum tenho uma impressão que não perdi nada, fiquei foi a ganhar. :) Agora só consta 613 o que a seguir deste poste acredito que desça mais. A INVEJA é tão pequenina, que só faz mal, mas pronto preferem assim, assim seja. O pessoal que saltou do meu blog é daquele que leva o dia em campanhas, e pensaram: "Esta gaja (eu Isabel) não faz nada e ainda escolhem o blog dela!?!? É  tramado mesmo. Agora não tenham a luminosa ideia de mandar e-mails a dizerem que estou zangada, senão, não escrevia isto. Estou é triste, zangada não, triste por ainda acreditar na raça humana, e levar com tanta pequenez. Mas seguimos para bingo, que é o que eu sempre faço, não fico a matutar na pequenez de certo pessoal. Sejam felizes. Quem me segue há anos, peço imensa desculpa de certas palavras que estão a ler, mas de Anjos só mesmo o nome do meu blog. ;) Para vocês que estão por bem e me ajudam a fazer crescer, um bem haja.  

PANNACOTTA DE COCO COM COBERTURA DE CARAMELO


Resolvi fazer uma Pannacotta de coco. A filha adora coco. Bebe leite de coco (imagem abaixo), água de coco quando vai a sítios onde há, tem sorte que existe uma loja na Costa da Caparica que tem todo o ano. :) Vamos ver com fiz. Para mim Pannacotta, é das sobremesas mais simples, mas também das mais deliciosas.

Aqui há mais Pannacottas.

Ingredientes:
-400 ml de natas
-400 ml de leite Coconut original Alpro
-120 g de açúcar
-5 folhas de gelatina
-200 ml de leite de coco
-130 g de coco ralado

Ferver as natas, o açúcar, leites de coco e o coco ralado durante dez minutos. Juntar a gelatina previamente demolhada. Continuar a mexer. Pincelar uma forma de buraco com rum.Verter o preparado. Deixar arrefecer e, só depois de estar frio, levar ao frigorífico, durante, pelo menos 3 horas (eu gosto de deixar de um dia para o outro). Cobri com calda de caramelo



Calda de caramelo:
-200 g de açúcar
-2 c. de sopa de água
-1 c. de sobremesa de manteiga sem sal
-180 ml de natas

Coloquei o açúcar e água numa frigideira que levei ao lume até caramelizar. Quando estava com a cor dourada, retirei do lume e juntei a manteiga e as natas. Envolvi muito bem e levei de novo ao lume até obter uma calda cremosa.


(O leite que a minha filha bebe)

"Seja feliz do jeito que você é, não mude sua rotina pelo o que os outros exigem de você, simplesmente viva de acordo com o seu modo de viver."


(Bob Marley)


segunda-feira, janeiro 25, 2016

OS 33 BLOGUES DE CULINÁRIA QUE NÃO PODE PERDER

Estou assim nas nuvens. :) Estou entre os 33 e  a escolha é aleatória. Mais uma vez comprovo, não é preciso campanhas, nem pisar ninguém! O que é meu à minha mão vem parar. Obrigada!  Muito obrigada a todos que estão desse lado, que ajudam a crescer o Cozinhar com os Anjos. Agora espreitem, leiam e vejam AQUI.


CURD DE LIMÃO[ LEMON CURD]


Gosto de ver programas de culinária, e gosto do 24 Kitchen. Mas falando dos Portugueses, gostava de ver o da Filipa Gomes (agora são repetidos), gostava/gosto da miúda, gosto do ar e maneira de vestir Vintage dela, gostava/gosto da maneira dela cozinhar e falar das receitas, simples, aliás nela era tudo de uma simplicidade que dói. Li em alguns blogs a falar mal da Filipa, o mais engraçado, é de pessoal, que simplesmente devia estar calado, mas enfim... a inveja é terrível. Comecei a ver Os segredos da tia Cátia, a seguir ao 1º programa qual o meu espanto quando leio num blog, a falar tão mal da Cátia, um blog que nunca me acrescentou nada, nunca aprendi nada, aliás como qualquer um dos outros atrás referidos além de eu não dizer nomes. O blog que falou mal da Cátia, passado um dia ou dois eliminou o post. Mas eu li. Não estou aqui defensora de nenhuma delas (Filipa/Cátia) mas gosto delas, em registo diferentes, as duas tem o seu lugar. Mas continuo, a inveja é um sentimento tão pequenino, que estas pessoas destilam assim sem mais nem menos. Só porque sim. Agora sobre a Cátia, vejo a crescer (não de altura) :) de programa para programa,  acho a uma mulher com um carisma grande, gosto dela a falar do e de quem ama, gosto e pronto. Isto tudo para dizer o quê? Achei o máximo ela a fazer os Macarrons e o Curd de Limão, umas medidas bonitas: 3 X tudo. Não há que enganar. Precisava de fazer o Curd segui com a receita da Cátia. Agora falta fazer os macarrons, mas vou fazer a receita dela, nem vou olhar para as minhas receitas dos meus livros.


Ingredientes Curd de Limão:
-3 limões grandes (sumo e casca)
-300 g de açúcar
-3 c. de sopa de manteiga
-3 ovos

Levar o tacho ao lume com o sumo e raspa dos limões, açúcar e manteiga. Mexer muito bem até estar tudo bem misturado. Numa tigela bate os ovos, e deita uma concha do preparado de limão na tigela dos ovos e mexe energicamente para não cozer os ovos, depois deita a mistura dos ovos devagar no tacho ao lume sempre a mexer com a vara de arames, até cozer os ovos e engrossar. Esta medida deu dois frascos dos grandes destes iogurtes.

P.S. Já tenho aqui o meu Curd de Limão

"A inveja é um pecado capital porque é pior que a cobiça. O invejoso não deseja o que é do outro, deseja apenas que o outro não tenha o que tem. Não seja o que é."


(Padre Fábio de Melo)

sexta-feira, janeiro 22, 2016

TARTE DE CHOCOLATE E CARAMELO




Uma tarte simples que é brutal. Já tem uns meses em rascunho, chegou a altura de ver a luz do dia. :) Vamos ver como fiz:

Ingredientes da base:
-200 g de bolachas Oreo
-4 c. de sopa de manteiga sem sal

Triturar as bolachas até ficarem em pó, juntar a manteiga derretida e envolver muito bem. Forrei uma tarteira de fundo falso com a mistura das bolachas. Levei ao frigorífico a endurecer (mais ou menos 1 hora).



Ingredientes caramelo:
-1 chávena de açúcar
-100 g de manteiga sem sal
-200 ml de natas

Levei o açúcar  numa frigideira ao lume. Deixei derreter o açúcar em lume brando. Quando estava derretido e a ficar com um tom de caramelo claro, adicionei a manteiga, e misturei energicamente. Quando bem envolvido adicionei as natas e envolvi bem até estar a mistura bem incorporada. Deixei arrefecer um pouco.


Ganache de chocolate:
-300 g de chocolate negro (usei Valrhona 70% de cacau)
-200 ml de natas

Levei o chocolate a derreter em banho-maria, quando derretido juntei as natas que bati energicamente com a vara de arames até ficar uma mistura homogénea e brilhante (sempre ao lume).

Montagem da tarte:

Na forma previamente forrada e reservada no frigorífico deitei o caramelo morno, alisei e cobri com o ganache. Depois polvilhei com pepitas de chocolate e levei ao frigorífico até servir. Que foi no dia seguinte. Uma sobremesa que o meu provador oficial (filho) disse: brutal!

"Viva o hoje,
pois o ontem já se foi
e o amanhã talvez não venha."


(Antoine de Saint-Exupéry)

quinta-feira, janeiro 21, 2016

ARROZ DE BACALHAU À MODA DA PIEDADE


Mais uma receita da minha Bíblia Pantagruel. Como já disse, as 1001 maneiras de fazer o bacalhau, já foram ultrapassadas há muito. Mas também como já li que o fiel amigo está em vias de haver muito menos, é melhor não se (re)inventar mais maneiras de se fazer o dito.  Daqui a pouco com tantas interdições, não vamos ter o que comer. Sim, se formos nos (re)lembrar as noticias de há uns anos, que começaram com vacas loucas, peste suína, gripe das aves, gripe suína etc. Mas como sempre, estive me lixando para as noticias, pois o que hoje faz mal, amanhã já faz bem, e o inverso também. Por isso enquanto houver bacalhau como, e não me interessa nada do que leio. Só não consigo é comer nem dar aos meus, peixe de aquacultura. Há um tempo uma pessoa disse me que não sabia quando o peixe era de aquacultura, aliás nem notava a diferencia. Ok, já para não falar do sabor, basta ver o preço foi o que lhe respondi, pois achei de uma grande ignorância o que tinha acabado de ouvir. Mas cada um come o que prefere. Eu entre comer esse dito peixe de farinhas e comer o congelado, prefiro o congelado a anos de luz. Mas vamos lá à receita que é o que vos interessa.


Ingredientes:
-400 g de arroz (usei carolino)
-2 postas de bacalhau
-3 cebolas médias picadas
-4 dentes de alhos picados
-2 c. de sopa de azeite
-água, salsa, sal marinho e pimenta (usei preta) q.b.


Coze-se o bacalhau em 1/2 L de água, escorre-se, limpa-se de peles e espinhas e dividi-se em lascas. Mede-se a água que restou da cozedura e acrescenta-se com água simples até fazer 1/2L. Deita-se num tacho, junta-se as cebolas, o bacalhau, os alhos, um ramo de salsa e o azeite, tempera-se com sal e pimenta moída na ocasião (usei preta), (deita~se o arroz, rectifica-se de sal, mexe-se e coze-se no forno ou na panela de pressão. Cozi no forno num alguidar de barro para arroz.

"O importante não é vencer todos os dias, mas lutar sempre."

(Waldemar Valle Martins)

quarta-feira, janeiro 20, 2016

BOLACHAS DE MANTEIGA COM GLACÊ DE LIMÃO


No Natal gosto de fazer umas bolachinhas com o feitio de estrelas, o que este ano não foi diferente. Fiz umas bolachinhas de manteiga aromatizadas com raspa de limão, e para enriquecer as mesmas cobri com um glacê de limão. Vamos ver como fiz.



Ingredientes:
-150 g de manteiga amolecida
-100 g de açúcar
-1 c. de sopa de sumo de limão
-1 ovo
-300 g de farinha

Com a batedeira bati a manteiga e açúcar. Juntei o sumo de limão e o ovo, continuei com a batedeira a bater até ficar uma mistura homogenia. Juntei a farinha e amassei bem a mistura (sim, aqui entrou as mãos). Depois envolvi a massa em película aderente e levei a massita a descansar uma hora no frigorífico. Ao fim desse tempo fui estendendo a massa com o rolo, até a massa estar com uma espessura (mais ao menos 3mm). Com formas de bolachas (escolhi, a estrela de Natal, pinheiros, sinos e estrelas) e fui cortando os biscoitos. Cortei 6 estrelas, 6 pinheiros, pois são seis no Atelier, foi um para cada um, o resto da massa cortei em sinos e estrelas, o que deu 70 biscoitos. Depois coloquei os biscoitos em tabuleiros previamente forrados com papel vegetal e levei ao forno (em cima) previamente aquecido a 200ºC. No meu forno foi oito minutos, mas cada qual sabe do seu forno

Glacê de limão:
-100 g de açúcar em pó
-1 c. de sobremesa de sumo de limão
Mexi muito bem os ingredientes até ficar uma mistura brilhante, depois foi pincelar as estrelas e deixar secar na rede das bolachas. Se preferem um glacê mais intenso coloquem mais açúcar em pó.

"Algumas pessoas acham que o luxo é o oposto de pobreza, não é, é o oposto de vulgar."


(Coco Chanel)

segunda-feira, janeiro 18, 2016

BOLO DE CREME DE CHOCOLATE DE LEITE[O BOLO DO MEU ANIVERSÁRIO]



O dilema do bolo do meu aniversário! Dilema mesmo. Não gosto de repetir bolos de aniversário. Há pessoal que faz sempre o mesmo, eu não gosto, gosto de novidades, e já os bolos dos filhos é o mesmo. Era para fazer um bolo com amêndoa, mas foi uma semana que estava a ler o meu livro "Paixão pelo Chocolate". :) Um livro de muito gulodice para amantes do dito: o meu caso. :))) Gostei deste e segui para bingo sem receios, apesar de não ter o licor Grand Marnier, troquei as voltas e utilizei o meu licor de laranja. Vamos à receita.


Ingredientes para a massa:
-30 g de cacau em pó
-200 g de ovo
-60 g de manteiga derretida
-100 g de farinha
-135 g de açúcar

Para embeber:
-100 ml de licor Grand Marnier(usei licor de laranja)

Para o creme:
-375 g de chocolate de leite
-375 g de natas

Para decorar:
-cacau em pó


1.Aqueci o forno a 180ºC, untei uma forma de 25 cm de diâmetro com manteiga e polvilhei-a com cacau em pó (pedia farinha, mas quando os bolos são de chocolate, prefiro polvilhar sempre com cacau).
2.Bati os ovos até fazerem espuma. Adicionei-lhes o açúcar e continuei a bater até a preparação adquirir uma cor esbranquiçada.
3.Peneirei a farinha com o cacau e, aos poucos, fui juntando a mistura aos ovos batidos. Acrescentei a manteiga derretida, mas já fria. Misturei rapidamente e deitei a massa na forma. Levei a massa ao forno durante 30 minutos. Terminada a cozedura, desenformei o bolo e deixei arrefecer sobre uma rede.
4.Para preparar o creme: coloquei as natas num tacho e levei ao lume até levantarem fervura. Deitei-as sobre o chocolate partido aos pedaços e mexi até obter uma mistura homogénea.  Bati com a batedeira durante 5 minutos, a uma velocidade média, até ficar cremoso.
5. Coloquei o bolo dentro dum aro.
6. Humedeci a superfície do bolo com o licor, e cobri com o creme.
7. Coloquei o bolo no frigorífico (pede no mínimo 6 horas) deixei de um dia para o outro.
8. Retire o bolo do frigorífico e deixe algum tempo à temperatura ambiente.
9-Polvilhei o bolo com bastante cacau e retirei o aro. Servi de seguida. Comentário do meu provador oficial (filho) : brutal! As fotos até nem estão com muita qualidade, mas foi um pouco à pressa, estava quase na hora de ir ao cinema ver este filme Creed. :) Brutal, adorei. Boxe uma modalidade que adoro, não tivesse o meu saudoso pai sido Campeão de Boxe.



sexta-feira, janeiro 15, 2016

FELIZ ANIVERSÁRIO[HAPPY BIRTHDAY](ISABEL (EU) :)


(foto retirada do Pinterest)
Há 57 anos nascia uma Isabel Maria (eu). :) Mais um ano é sempre a somar. Gosto! Muito já escrevi por aqui sobre o dia do meu aniversário, hoje não digo nada a não ser: -Obrigada meus pais, por me deixarem nascer, obrigada meus pais por me terem deixado vos escolher, obrigada meus pais por me terem educado para ser a mulher e mãe que sou hoje, obrigada meus pais por terem-me ajudado, e estarem sempre ao meu lado, por isso hoje digo no alto dos meus 57 anos, um muito obrigada meus pais, onde estão, sabem que vos AMO. Um até!


Nesta foto tinha eu 10 anos, foi tirada no Jardim da Amadora, grande Stlyle :) Uma gabardina para a chuva com o respectivo chapéu, que o meu pai tinha trazido para mim e minha irmã de Itália. Olhando para esta foto passado 47 anos eu vejo, tinha/tenho um pai com muito bom gosto, a cor era laranja. Obrigada meu pai por estas memórias.

"Todos nós temos nossas máquinas do tempo. Algumas nos levam pra trás, são chamadas de memórias. Outras nos levam para a frente, são chamadas sonhos."

(Jeremy Irons)

quinta-feira, janeiro 14, 2016

IOGURTES PORTAL DOS QUEIJOS DICA #7




Uma dica para quem tem na memória aqueles iogurtes que comíamos em criança em frascos de vidro (aliás nem havia outros era só em vidro). Nas minhas pesquisas/visitas com tempo nas grandes superfícies o que neste caso foi no Intermarché, encontrei lá estes iogurtes  do Portal dos Queijos, um iogurte natural desnatado sem açúcar Grego. Pensei que os frascos com tampa até eram bem fixes, e tinham a medida dos da iogurteira, que de vez em quando lá espatifo um. :) Trouxe 3 pois eram os que me faltavam na iogurteira, mas fui surpreendida pela positiva no sabor dos iogurtes, voltei à minha infância. O sabor estava lá, gostei e muito, além que os frascos tem um fim que já disse mais atrás e também são giros se queremos fazer uma sobremesa individual, fica engraçado. Depois voltei e já tinham também uns frasco um pouco maiores, que achei bem giros, trouxe alguns, adoro mesmo o iogurte. O preço? Não, não é barato, mas merece a pena. Neste momento já tenho muitos frascos suplentes para a iogurteira e não só. Se não vos interessar esta dica, esqueçam o que leram ok? :)))

P.S. Há um tempo andei nas pesquisas para ver onde podia mandar vir os frascos que me faltavam na iogurteira. Desisti, além de ter que me deslocar a Lisboa, o preço dos ditos era "quase" o preço de uma iogurteira nova.

Notas: Há uns anos já tinha falado aqui e aqui dos iogurtes Gregos do LIDL.

quarta-feira, janeiro 13, 2016

SONHOS DE CENOURA [OUTROS]


Eu sei que o Natal já foi, mas como sou uma mulher muito diferente e o Natal é quando o homem, neste caso mulher quer. :D Fritos de cenoura, sonhos de cenoura, já tenho várias receitas no blog. O filho não aprecia os de abóbora, mas de cenoura adora. Estes estiveram presentes na nossa mesa de Natal.


Ingredientes:
-100 g de açúcar
-1 kg de puré de cenoura
-200 g de farinha
-1 saqueta de fermento Fermipan
-3 ovos
-4 gemas
-raspa de 1 laranja
-açúcar e canela q.b.

Misturei o açúcar com o puré de cenoura, acrescentei a farinha peneirada com o fermento e envolvi bem. Adicionei os ovos, as gemas, e a raspa da laranja, envolvi e tapei a tigela com um pano, foi para um lugar quente descansar até dobrar de volume. Fritei em lume médio colheradas do preparado, fui virando-os até ficarem uniformemente dourados. Retirei-os com o auxilio de uma escumadeira e escorri em papel de cozinha. Passei-os por açúcar e canela.

"Seja humilde, pois até o sol com toda sua grandeza se põe e deixa a lua brilhar."

(Bob Marley)

terça-feira, janeiro 12, 2016

TORTA DE LARANJA



Fiz uma torta de laranja para estar presente na nossa mesa de Natal. Mais uma receita do meu caderninho e que não fazia há muitos anos. Um caderno que faz eu relembrar dos momentos de miúda, quando escrevia nele. :)Vamos ver como é a receita.


Ingredientes:
-400 g de açúcar
-4 c. de sopa de farinha
-1 c. de sobremesa de fermento em pó
-2 laranjas (raspa e sumo)
-1 c. de sopa de manteiga sem sal derretida
-10 ovos

Misturei os secos. Juntei a raspa e o sumo das laranjas. Adicionei os ovos e misturei bem. No fim adicionei a manteiga derretida. Deitei a mistura num tabuleiro untado e forrado com papel vegetal também untado. Levei ao forno pré-aquecido a 200ºC o tempo de cozer. No meu forno levou 30 minutos. Deitei a torta por cima de uma folha de papel vegetal e enrolei. Mais simples e deliciosa não há. ;)

"O que sabemos é uma gota; o que ignoramos é um oceano."

(Isaac Newton)